Renova Invest Facebook

Conheça o fundo de investimento imobiliário HGRE11

Conheça o fundo HGRE11
Conheça o fundo HGRE11

O universo dos investimentos é vasto e complexo. Para aqueles que buscam diversificar sua carteira e obter rendimentos atraentes, os fundos imobiliários surgem como uma opção interessante. Neste artigo, iremos focar em um fundo específico: o HGRE11. Nosso objetivo é fornecer informações detalhadas e úteis para investidores que desejam entender melhor este fundo e suas características.

O que é o HGRE11?

O HGRE11 é um fundo de investimento imobiliário administrado e gerenciado pela Credit Suisse Hedging-Griffo, uma das maiores instituições financeiras do mundo. Este fundo tem como principal objetivo a aquisição de imóveis comerciais, como escritórios e lajes corporativas, gerando rendimentos por meio da locação desses imóveis.

Apesar de ser focado em imóveis comerciais, o HGRE11 também diversifica sua carteira investindo em outros fundos imobiliários (FIIs) e em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs). Essa diversificação é estratégica, pois permite ao fundo aproveitar diferentes oportunidades de rentabilidade no mercado imobiliário.

Histórico do fundo

O HGRE11 foi lançado em novembro de 2007 e desde então tem sido uma opção popular entre os investidores interessados em fundos imobiliários. O fundo tem um histórico de proporcionar uma renda passiva atraente por meio de aluguéis de imóveis comerciais.

No início de 2020, o HGRE11 tinha 23 ativos em seu portfólio, distribuídos em quatro estados: Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. Esses ativos são predominantemente edifícios comerciais bem localizados, que são alugados para gerar renda.

Informações detalhadas sobre o fundo

O HGRE11 tem como nome oficial CSHG Real Estate e suas cotas são negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira. O fundo cobra uma taxa de administração de 1,0% ao ano sobre o valor de mercado das cotas, caso o fundo faça parte do índice de mercado. Caso contrário, a taxa é de 1,0% ao ano sobre o valor do patrimônio líquido do fundo.

A gestão do fundo é realizada pela própria administradora, a Credit Suisse Hedging Griffo, que tem sede em São Paulo. O fundo distribui rendimentos mensalmente aos seus cotistas, o que é um dos principais pontos de atração para muitos investidores.

Informações adicionais sobre o HGRE11

Aqui estão algumas informações adicionais importantes sobre o HGRE11:

  • Início do fundo: novembro de 2007
  • Taxa de administração: 1,0% ao ano, conforme as regras mencionadas anteriormente.
  • Gestor do fundo: Credit Suisse Hedging Griffo
  • Valor de mercado do fundo: R$ 1,1 bilhão (dados de abril/2019)

Como o portfólio do fundo é escolhido?

O HGRE11 é um fundo imobiliário que tem como principal estratégia a aquisição de imóveis para locação comercial. No entanto, também compõe uma parcela de sua carteira com cotas de outros fundos e títulos lastreados em ativos imobiliários.

O fundo busca, preferencialmente, por imóveis prontos e empreendimentos que tenham uma grande capacidade de gerar renda. As cidades escolhidas para investimento são aquelas com bom potencial para o mercado imobiliário, como as capitais e outros municípios de grande porte.

Rentabilidade do fundo

O desempenho do HGRE11 é monitorado de perto pelos investidores. Abaixo, você pode ver a evolução da rentabilidade do fundo desde julho de 2018.

rentabilidade HGRE11
Fonte: https://www.clubefii.com.br/

Composição da carteira do fundo

Os imóveis corporativos do HGRE11 estão distribuídos em quatro estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul. Aqui estão alguns dos principais ativos do portfólio do fundo:

  • Edifício BB Antônio das Chagas – Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP
  • Edifício Faria Lima – Faria Lima, São Paulo – SP
  • Edifício Berrini One – Brooklin Paulista, São Paulo – SP
  • Edifício Jatobá CBOP, Barueri – SP
  • Edifício Park Tower (Torre II) – Morumbi, São Paulo – SP
  • Edifício Paulista Star – Paulista, São Paulo – SP
  • Edifício Roberto Sampaio Ferreira – Berrini, São Paulo – SP
  • Edifício Chucri Zaidan – Morumbi, São Paulo – SP
  • Edifício Delta Plaza – Paulista, São Paulo – SP
  • Centro Empresarial Cidade Nova Teleporto – Cidade Nova, Rio de Janeiro – RJ
  • Edifício Torre Rio Sul – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ
  • Centro Empresarial Guaíba – Praia de Belas, Porto Alegre – RS
  • GVT Curitiba – Rebouças, Curitiba – PR

Vale a pena investir no HGRE11?

Investir no HGRE11 pode ser uma excelente oportunidade para quem busca uma renda passiva consistente proveniente do aluguel de imóveis comerciais bem localizados em grandes cidades. No entanto, como qualquer investimento, é importante analisar cuidadosamente suas metas financeiras e seu perfil de investidor antes de tomar uma decisão.

Os fundos imobiliários como o HGRE11 permitem que você invista no mercado imobiliário sem a necessidade de comprar um imóvel físico. Isso pode ser uma vantagem significativa, especialmente para investidores que não têm recursos suficientes para comprar um imóvel diretamente ou que estão procurando diversificar sua carteira de investimentos.

Além disso, o HGRE11 tem um histórico de fornecer uma renda passiva atraente, tornando-o uma opção atraente para os investidores.

No entanto, é importante lembrar que, como qualquer investimento, os fundos imobiliários envolvem riscos. Antes de investir no HGRE11, é importante que você entenda esses riscos e esteja confortável com eles. Além disso, é uma boa ideia consultar um consultor de investimentos ou um planejador financeiro para ajudá-lo a tomar uma decisão informada.

No final das contas, a decisão de investir no HGRE11 deve ser baseada em suas metas financeiras pessoais, sua tolerância ao risco e seu horizonte de investimento.

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.