No dia 19 de fevereiro de 2021, foi apresentado o resultado da WEG (WEGE3) para o 4T20 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

WEG traz um conjunto sólido de resultados

De acordo com o relatório do BTG Pactual, a WEG (WEGE3) entregou resultados sólidos e de alta qualidade no 4T20, com uma dinâmica de demanda muito melhor do que o esperado no mercado doméstico e margem operacional resiliente.

Por sua vez, de acordo com o relatório da Eleven, houve uma manutenção da demanda por equipamentos de ciclo curto, resiliência dos que têm ciclo longo e controle de custos. Esses fatores proporcionaram um novo trimestre de expansão e crescimento das margens.

O destaque do período foi o forte desempenho operacional.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações WEGE3 estavam sendo negociadas a R$ 83,70. A capitalização de mercado era de R$ 175,49 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 374,72 milhões.

wege stock performance

Receita líquida impulsionada pelo mercado interno

Conforme o relatório do BTG Pactual, a WEG teve um outro trimestre forte e divulgou um conjunto sólido de resultados no 4T20.

A receita líquida consolidada subiu para R$ 4,9 bilhões, alta de +29,4% na comparação de base anual, impulsionado pelo mercado interno.

Segundo a Eleven, a receita doméstica foi de R$ 2,2 bilhões (+36,8%) no 4T20. Esse forte resultado é reflexo do crescimento da carteira de ciclo longo com entregas para os projetos dos leilões das linhas de transmissão nos últimos anos, e da demanda positiva por equipamentos de ciclo curto.

Por sua vez, a receita externa também foi positiva, totalizando R$ 2,6 bilhões (+24%) no período. O resultado foi impulsionado pela desvalorização de 31% do Real (R$), segundo o BTG Pactual.

Ciclo curto continua a se recuperar

De acordo com o BTG Pactual, as vendas de equipamentos industriais de R$ 913 milhões (alta de +59%, na comparação de base anual) são reflexo de uma forte recuperação em equipamentos de ciclo curto.

Os destaques do período são os produtos de automação serial e motores de baixa tensão, impulsionada por ganhos de participação de mercado em setores-chave e alta demanda nos setores de construção e agronegócio, sobretudo no mercado interno.


INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA Invista em ações


No que se refere às exportações, o negócio de ciclo curto continuou a se recuperar no período, embora em um ritmo mais suave do que no mercado interno.

Apesar disso, fatores como aquecimento da atividade industrial na China, ganho de mercado nos Estados Unidos e México em motores comerciais e appliance devem impulsionar os resultados, segundo a Eleven.

Ciclo longo e câmbio favorável trazem resultado positivo

De acordo com o BTG Pactual, a receita doméstica também foi favorecida por outros fatores.



O crescimento da demanda doméstica vem da sólida carteira de ciclo longo em equipamentos eletroeletrônicos industriais no segmentos de construção civil, agroindústria e em geração, transmissão e distribuição de energia (GTD), com entregas para os projetos dos leilões de linhas de transmissão nos últimos anos, segundo a Eleven.

Houve entregas importantes de produtos (como painéis de automação e motores de média tensão) e projetos de ciclo longo, especialmente para os segmentos de mineração, Petróleo & Gás e Papel & Celulose.

As vendas de motores comerciais e eletrodomésticos de R$ 272 milhões (+50%), foram impulsionadas por desempenhos positivos dos segmentos de bens duráveis (especialmente motores para linha branca), alimentos e construção.

As exportações totalizaram R$ 2,6 bilhões (+24%), apoiadas por um câmbio favorável. Medidas em moeda local, as exportações recorrentes caíram (-6%) no período em virtude da volatilidade relacionada a projetos de ciclo longo, principalmente nas vendas de equipamentos industriais, segundo o BTG Pactual.

Forte desempenho operacional

Segundo o BTG Pactual, a WEG teve um forte desempenho operacional de curto prazo em virtude do controle nas despesas e custos e melhorias na margem das operações de ciclo longo e em algumas operações importantes no exterior.

A geração de caixa operacional no ano foi de R$ 3,9 bilhões (+106%), com a maior rentabilidade compensando o aumento do ciclo de conversão de caixa, de acordo com a Eleven.

ROIC (retorno sobre o capital investido) atingiu 25,5% no 4T20. Enquanto isso, o CAPEX (despesas de capital) aumentou para R$ 158 milhões em virtude de investimentos em modernização e expansão da capacidade produtiva, máquinas e equipamentos e licenças de software.

Em financiamentos, houve um consumo de R$ 2,4 bilhões em virtude de amortizações e pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio. Por sua vez, os investimentos seguem direcionados para a modernização e expansão da nova fundição no México, no Brasil e nos Estados Unidos, e na fábrica de motores industriais na China.

Perspectivas para WEG em 2021

A WEG entregou resultados sólidos e de alta qualidade no 4T20. Segundo o BTG Pactual, o momentum operacional da empresa continua forte e espera-se que o mercado reaja positivamente aos lucros.

Para o BTG Pactual, os produtos de ciclo longo continuarão a ser os mais resilientes, embora reconheça que os de ciclo curto continuaram a tendência de recuperação iniciada no 2T20, com a recuperação da economia global.

Enquanto isso, para a Eleven, a menor carteira de pedidos de equipamentos de ciclo longo é outro ponto de atenção. Os possíveis suavizadores desse efeito é a recuperação da demanda por equipamentos curto no mercado externo, crescimento de market share em algumas regiões e segmentos (como Água & Saneamento).

Em relação aos investimentos, a equipe da Eleven espera uma aceleração para cerca de R$ 828 milhões em 2021 (alta de +53,8%, na comparação de base anual). A maior parte do valor deve ser direcionada para projetos de expansão da capacidade no exterior, a fim de suportar o crescimento pretendido pela companhia.

Entretanto, a pressão inflacionária sobre os insumos e matéria-prima é uma das principais preocupações em 2021, uma vez que poderá comprometer as margens. Por fim, apesar da expectativa de manutenção das margens em nível consistente, a equipe considera uma trajetória de crescimento em detrimento do ROIC no curto prazo.

wege resultados e projecoes

EBITDA impulsionado por corte de gastos

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da WEG ficou em R$ 981 milhões. O número revela alta de +47,2% na comparação de base anual. Por sua vez, a margem EBITDA foi de 20,1% (alta de 2,4 p.p. na comparação de base anual).

A evolução decorre da melhora da rentabilidade nas operações com a maior escala e esforços para redução de custos e despesas, que compensaram o aumento do preço médio do cobre e do aço em real, segundo a Eleven.

Lucro Líquido tem alta de +48,3%

Conforme os relatórios do BTG Pactual e da Eleven, o lucro líquido da WEG no 4T20 foi de R$ 742,2 milhões. Esse resultado representa alta de +48,3% na comparação de base anual, em virtude da melhora operacional aliada ao equilíbrio do resultado financeiro.

wege valuation

Resultado WEG (WEGE3) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a WEG (WEGE3) entregou resultados sólidos e de alta qualidade no 4T20. Entretanto, as ações da empresa estão sendo negociadas a níveis caros de valuation em 65,6x P/L 2021.

Assim, estabelece recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 90,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a WEG (WEGE3) manterá as margens em nível consistente, considerando uma trajetória de crescimento em detrimento do ROIC no curto prazo.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 104,00.

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado da WEG (WEGE3) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.