Você sabe o que é Auroracoin? Conheça esta moeda digital!
Você sabe o que é Auroracoin? Conheça esta moeda digital!

Você sabe o que é Auroracoin? Conheça esta moeda digital!

Embora o Bitcoin seja a moeda virtual mais conhecida do mundo, ela não é a única existente. Alguns países, inclusive, já criaram suas próprias criptmoedas com o objetivo de aquecer a economia local. Se você se interessa pelo tema, precisa saber o que é Auroracoin (AUR) – um criptoativo islandês.

Na última década, a ideia de usar moedas digitais para reaquecer economias frágeis tem ganhado força. Em alguns países, como na Escócia, investidores locais chegaram a oferecer criptomoedas para a população.

Neste artigo, você entenderá o que é Auroracoin e conferirá outras informações sobre a criptomoeda. Continue a leitura e não perca!

O que é Auroracoin?

Auroracoin é uma criptomoeda peer-to-peer (P2P) desenvolvida na Islândia e administrada pela Fundação Auroracoin. Ela foi lançada em 2014 com o objetivo de servir como um mecanismo para transferências transfronteiriças na economia local.

Após o lançamento, o preço do Auroracoin caiu imediatamente e foi considerado um experimento que não deu certo. Mas, em 2016, a moeda virtual foi revivida por um grupo de desenvolvedores que ampliou o escopo de suas funções para incluir transações diárias.

Qual é sua história?

A Islândia foi considerada um local ideal para uma moeda virtual. O motivo para isso é o uso limitado de dinheiro, a ampla familiaridade com finanças eletrônicas, o grande interesse em Bitcoin no país e a instabilidade de longo prazo da coroa islandesa.

O Auroracoin foi desenvolvido por Baldur Friggjar Óðinsson, de identidade desconhecida. O objetivo da criptomoeda é descentralizar o poder e aquecer a economia da Islândia. Isso depois de ser duramente atingida pela crise de 2008 e ainda sofrer com a desvalorização de sua moeda nacional.

Para conter a saída de capital proveniente da falência financeira da Islândia, o Governo instituiu controles que impediam a retirada de moeda estrangeira do país. Assim, o Auroracoin se posicionou como uma alternativa às moedas controladas.

Como os cidadãos islandeses foram obrigados a entregar todas as moedas estrangeiras ao Banco Central da Islândia, os desenvolvedores se posicionaram. Eles disseram que as pessoas não eram totalmente livres para se envolver no comércio internacional.

Isso tirava a liberdade. Além disso, a dívida do Governo islandês criou incerteza e risco em todos os aspectos do comércio. Para os criadores da moeda vitual, o efeito geral das restrições na economia local foi paralisante e o Auroracoin era uma alternativa a essa situação.

Como funciona?

Originalmente, o Auroracoin seguiu o modelo de criação do Bitcoin e foi baseado no algoritmo Scrypt, que também é utilizado por outra moeda: o Litecoin.

Em 2016, uma nova base de código foi lançada, usando uma estrutura multialgoritmo baseada no DigiByt. Metade da criptmoeda foi minerada e distribuída aos cidadãos da Islândia em três fases, como você verá adiante.

Quais são suas principais características?

As criptomoedas têm como principal característica serem apenas digitais. Além disso, elas funcionam com códigos encriptados com carteiras próprias e são independentes de bancos e Governos.

A principal diferença do Auroracoin para outras criptomoedas está no fato de que a moeda foi desenvolvida exclusivamente para islandeses. O objetivo dos desenvolvedores era aquecer a economia da Islândia.

O lançamento envolveu o uso de um banco de dados autorizado pelo Governo islandês. No entanto, a legalidade das moedas virtuais nunca foi um consenso no país. Diversos políticos foram contra a moeda, afirmando que ela poderia influenciar negativamente a economia ou que era um golpe.

O então vice-presidente Comissão dos Assuntos Econômicos e Monetários (ECON) do Parlamento Europeu, Pétur Blöndal, enfatizou uma possível evasão fiscal através do uso de Auroracoin. Segundo o parlamentar, isso poderia impactar a economia da Islândia.

Ele também disse que os cidadãos deveriam perceber que o Auroracoin não é uma moeda reconhecida. Frosti Sigurjónsson, político islandês do Partido Progressista, disse na época da criação da criptomoeda que havia evidências de que a moeda era um golpe financeiro ilegal.

Diante desse cenário, o criador se posicionou. Ele afirmou que mesmo que o Governo tornasse o uso do Auroracoin ilegal, o Estado não seria capaz de controlar uma moeda descentralizada ou impedir que os islandeses a usassem.

Quais são as vantagens e riscos?

Um dos maiores riscos do Auroracoin está relacionado à volatilidade da moeda. Como outros criptoativos, ele é exposto diretamente à lei da oferta e da demanda e pode sofrer grandes oscilações de preço ao longo do tempo.

Já a maior vantagem da moeda virtual é o fato de as transações serem encriptadas. Isso garante que as informações de pagamentos feitos com a criptomoeda não podem ser roubadas.

Além disso, as operações sofrem menos interferências do Estado na economia e no câmbio. Assim, as moedas virtuais também podem servir como instrumento de proteção contra a influência da economia nacional nos investimentos.

Como o Auroracoin se comporta no mercado?

Com o objetivo de popularizar a moeda virtual no mercado islandês, houve a distribuição de 50% do total de criptomoedas a toda população do país. Para isso, foi utilizado um sistema nacional de identificação.

A primeira fase de distribuição começou em março de 2014. Nessa etapa, foram distribuídos 38,1 AUR para cada cidadão que solicitou a moeda, o que equivalia a US$385.

Com a alta emissão da criptomoeda (cerca de 281 mil) somente no primeiro dia de distribuição, o preço do Auroracoin sofreu queda de mais de 50% em relação ao Bitcoin.

A segunda fase ocorreu entre julho e novembro de 2014. Mais de 1,6 milhão de moedas foram distribuídas para a população. Por causa da drástica desvalorização da criptomoeda, cada um recebeu 318 AUR.

Por fim, a terceira fase começou no fim de novembro de 2014 e terminou em março de 2015. No total, mais de 1,7 milhão de Auroracoins foram distribuídos. Nessa etapa, com a desvalorização ainda mais acentuada, cada pessoa recebeu 636 AUR.

Em abril de 2015, mais de 5 milhões de moedas virtuais previamente mineradas que não foram solicitadas pela população foram queimadas. Em seu auge, o Auroracoin chegou a ser cotado em cerca de 0,1 Bitcoin.

Apesar de ter se estabilizado após a queima das moedas não distribuídas, a criptomoeda não conseguiu voltar ao patamar de antes.

Agora você sabe o que é Auroracoin e viu que é importante conhecer o panorama das moedas virtuais no mundo. Além disso, é possível perceber como o movimento de criptomoedas tem ganhado forças em diversos países, inclusive naqueles com economias frágeis!

Quer se manter informado sobre o mercado financeiro? Siga nossos perfis nas redes sociais e confira conteúdos em primeira mão! Você pode nos encontrar no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.