O que é venture capital e como funciona? Descubra!

O que é venture capital e como funciona? Descubra!

  • Post author:
  • Post category:blog

Se você investe ou empreende já pode ter ouvido falar sobre o que é e como funciona o venture capital.  Caso este termo seja desconhecido para você, saiba que se trata de uma modalidade de investimento muito diferente das alternativas tradicionais do mercado financeiro.

O venture capital, inclusive, pode ser uma forma diferente de investir em empresas e ter um papel mais ativo nelas. Contudo, talvez não agrade a todo tipo de investidor – e, por isso, vale a pena saber mais sobre suas características.

Mas, afinal, o que é venture capital? Continue a leitura para entender mais sobre esse tipo de investimento em empresas e descubra se ele vale a pena para você!

O que é venture capital?

O venture capital (VC) é uma modalidade de investimento que se assemelha a um fundo de investimento de maior risco.  É muito utilizado para investidores injetarem recursos financeiros em empresas de pequeno e médio porte (inclusive startups) que estão passando por um momento de crescimento ou expansão.

Conhecido também pelas iniciais VC, esse tipo de investimento pode aparecer como uma alternativa para empresas que são novas no mercado, mas que já possuem um certo crescimento e precisam de investimentos para poder crescer ainda mais.

Dentre as maneiras de buscar recursos, contar com o dinheiro oferecido pelos investidores do venture capital acaba sendo uma possível solução para acelerar o negócio. Quando o capital é bem aplicado, todos os lados podem se beneficiar.

Venture capital x private equity: quais as diferenças?

Quem pesquisa sobre o venture capital acaba também se deparando com o termo private equity. Apesar de aparecerem juntos, muitas vezes, eles possuem diferenças.

Como você pode perceber no tópico anterior, o VC procura captar recursos por meio de investidores – pessoa física ou institucionais – com intuito de aplicar capital em negócios com pouco tempo no mercado, mas com grande potencial de crescimento. E ele é direcionado para pequenas e médias empresas.

Por outro lado, o private equity é uma forma de captação de recursos voltada para companhias bem consolidadas no mercado, mas que ainda possuem maneiras de crescer.

Nessa modalidade, os investidores adquirem parte de uma empresa com o intuito de acelerar seu crescimento para, no futuro, vender sua parte.

O private equity pode ser eficaz para empresas de grande porte que pretendem, por exemplo, expandir seu negócio e até abrir seu capital na bolsa de valores no futuro – em um processo de reestruturação.

Então, venture capital e private equity são formas de injetar capital em empresas, mas o porte das companhias é diferente em cada uma das modalidades.

Como o venture capital funciona?

Agora que você já entendeu o que é o venture capital, chegou a hora de conhecer como ele funciona. Primeiramente, é importante saber que empresas que buscam recursos por meio de um VC costumam ter certa quantidade de clientes e um bom faturamento mensal.

E, quando aplicam capital em uma companhia, os venture capitalists – investidores da modalidade – não se limitam a apenas oferecer os recursos financeiros para resgatar o lucro no futuro. Pelo contrário: eles passam a integrar o quadro societário da organização.

Isso significa que passarão a dar suporte para esses negócios de maneira ativa por meio da compra de uma participação – mesmo que seja minoritária. Além da ajuda financeira, portanto, os investidores passam a participar na tomada de decisão e até na gestão da empresa.

Quais as vantagens do venture capital?

O venture capital oferece diversas vantagens tanto para as empresas emergentes quanto para os investidores. Confira alguns dos benefícios abaixo:

Captação de recursos

A injeção de capital que esses negócios recebem pode ajudar a colocar em prática planos e estratégias da empresa. Afinal, o dinheiro pode acelerar o processo de crescimento desses empreendimentos.

Experiência dos investidores

Muitas das companhias que procuram o venture capital são empresas em estágios iniciais e startups – muitas vezes comandadas por empreendedores sem experiência em gestão, empreendedorismo e negócios.

Os investidores, nesse caso, trazem seu conhecimento e experiência – colaborando na tomada de decisões mais acertadas.

Aproxima investidores e empresas

Enquanto em outras modalidades de investimento em empresas o dinheiro apenas é repassado para as companhias, no venture capital os investidores e sócios fundadores se aproximam muito mais para trocar experiências e até formar parcerias futuras.

Assim, a proximidade entre os sócios pode ter grande valor para a companhia – uma vez que todos estão trabalhando em prol do negócio.

Quais as desvantagens do venture capital?

Por outro lado, há algumas desvantagens que costumam preocupar, principalmente, os empresários fundadores do negócio. Confira as mais comuns:

Perda do controle da empresa

Os empreendedores que buscam investimento por meio de um VC devem estar cientes de que os novos investidores terão uma parcela da empresa e ajudarão na tomada de decisão do negócio.

O empreendedor que não quer abrir mão de parte do controle sobre seu empreendimento, portanto, precisa estar atento a esses detalhes.

Necessidade de prestar contas

A empresa que recebe investimento por meio de um fundo de venture capital precisa prestar contas e estar em dia com suas obrigações fiscais e acordos realizados com investidores.

Por isso, o empreendedor que não se sente confortável com cobranças precisa entender que, em um venture capital, isso é normal – e obrigatório.

Perguntas frequentes sobre venture capital

Você conseguiu entender que o que é e quais as principais características, vantagens e desvantagens do venture capital? Então confira agora as perguntas mais frequentes acerca do tema!

O empreendedor é obrigado a pagar o investidor em caso de liquidação?

Não. O venture capital é um investimento com um grau avançado de risco, feito em empresas emergentes. Se a companhia falir, portanto, todos podem perder.

Qual a diferença entre o VC e investimentos em ações?

O VC é uma modalidade de investimento por meio da qual o investidor passa a ter maior participação na gestão da empresa como um todo. Por isso, o venture capitalista se aproxima mais de um investidor-anjo do que de um investidor em ações.

No caso do investimento em ações,  por mais que quem compre os papéis se torne sócio das empresas nas quais investe, não costuma existir, normalmente, uma participação ativa. Além disso, para comprar ações de uma companhia, é preciso que ela tenha capital aberto na bolsa.

Por que o venture capital existe?

Empresas incipientes costumam ser consideradas de alto risco para instituições financeiras. Por ter esse perfil, muitas dessas instituições se negam a fazer empréstimos ou os oferecem a juros altíssimos.

O venture capital supre justamente essa necessidade das empresas iniciantes de receber investimentos. Afinal, apesar do grau de risco, elas apresentam bom potencial de retorno – e podem chamar atenção de investidores.

E você, gostou de saber o que é venture capital? Conseguiu avaliar se esta modalidade é adequada para você? Aproveite para continuar aprendendo sobre outras formas de investimento e confira agora o que é um FIP!

Deixe uma resposta