O que é a Ethereum Classic (ETC)?
O que é a Ethereum Classic (ETC)?

O que é a Ethereum Classic (ETC)?

Os criptoativos têm se tornado assuntos de muito interesse e relevância no mercado financeiro. Eles visam promover uma revolução no sistema bancário e oferecem possibilidades de investimento e especulação. Para isso, eles normalmente se baseiam em plataformas descentralizadas, o que é o caso da Ethereum Classic.

Embora não seja uma moeda digital, ela possui o seu próprio ativo: o ether. No entanto, ele não foi criado para ser uma criptomoeda, mas sim um ativo para recompensar os desenvolvedores que usam a plataforma para seus projetos.

Continue a leitura e saiba o que é Ethereum Classic e quais são as características desse projeto. Não perca!

O que é Ethereum Classic?

Ethereum Classic é uma plataforma descentralizada que visa a execução de contratos inteligentes. São operações feitas automaticamente quando determinadas condições são cumpridas.

Ela também é usada nas operações da sua própria moeda: o ether. Da mesma forma, outros ativos podem utilizar esse sistema.

Como surgiu?

O Ethereum Classic é resultado de uma divisão da rede Ethereum. No entanto, ao contrário do que normalmente ocorre nesse cenário, a moeda resultante da segmentação se tornou mais popular, ficando apenas com o nome Ethereum. Assim, Etherem Classic é o projeto original.

A ramificação ocorreu em 2016, após um hacker localizar uma falha no código do projeto. Isso resultou em um prejuízo de US$50 milhões em ether. O resultado foi a divisão da comunidade, que realizou o fork – bifurcação – e criou o novo Ethereum.

Assim, a rede inicial (Ethereum Classic) foi deixada para trás.

Como funciona?

Ethereum Classic é muito semelhante ao Ethereum. Sua blockchain não é projetada apenas para substituir pagamentos, mas também para criar contratos e aplicativos inteligentes. Assim, os usuários podem manter, transferir propriedade e interagir com eles.

Como permite a linguagem de programação completa de Turing, os desenvolvedores podem programar aplicativos que são automatizados e podem ser controlados por resultados condicionais.

Assim como outros blockchains, o Ethereum Classic registra todo o histórico de transações em um banco de dados compartilhado. Ele também mantém as informações sobre o estado mais atual de todos os contratos inteligentes alimentados pelos saldos dos usuários.

Esses dados podem ser transferidos digitalmente para a carteira de outro usuário. Todas as atividades são alimentadas por tokens, que podem ser extraídos por meio do processo de prova de trabalho.

Quais as principais características?

O protocolo de consenso da Ethereum Classic é o de Proof of Work (PoW), usando o algoritmo Ethash. Ele também pode usar o Ethereum EVM (Ethereum Virtual Machine).

Dessa forma, o Ethereum Classic pode implantar contratos inteligentes, aplicativos descentralizados (DApps) e aproveitar todas as suas possibilidades. A plataforma também possui a capacidade de emitir tokens compatíveis com o padrão ERC-20 do Ethereum.

O limite de emissão de moedas no Ethereum Classic é de 230 milhões. O gerenciamento de recompensa de mineração no Ethereum Classic atinge 4 éteres por bloco. No entanto, essa situação pode variar muito, devido ao roteiro recente do projeto.

Quais as vantagens?

Como você deve imaginar, o Ethereum Classic conta com todas as vantagens de uma blockchain. Além disso, existem alguns benefícios específicos da tecnologia. Eles incluem:

Imutabilidade

Depois que todas as transações são gravadas na blockachain, elas não podem ser alteradas ou removidas. Com isso, é possível manter um alto nível de descentralização, além de reforçar a segurança e a integridade do código.

Descentralização

O Ethereum Classic conta com o processo de consenso de Prova de Trabalho. Isso significa que não há necessidade de intermediários ou autoridades centrais nas transações. Assim, elas podem ocorrer sem um terceiro agente e os contratos inteligentes são auto-executáveis.

Rapidez e acessibilidade

Como o processo de verificação é automatizado e não requer o envolvimento de terceiros, suas operações podem ser verificadas e processadas rapidamente. Isso também torna suas transações altamente econômicas.

Alta confiabilidade

A blockchain do Ethereum Classic lida com uma extensa variedade de contratos inteligentes, aplicativos e transações nos últimos anos. Tudo ocorre sem qualquer parada, interferência de terceiros, fraudes e censuras. Essa característica mostra sua confiabilidade.

Programável

A blockchain do Ethereum Classic é programável, o que permite que os desenvolvedores escrevam aplicativos descentralizados, além de criarem contratos inteligentes. Esses aplicativos podem incluir serviços financeiros, jogos e muito mais.

Quais os riscos envolvidos?

Apesar das vantagens da plataforma, existem riscos envolvidos. Como você viu, a Ethereum Classic sofreu um ataque, conhecido como ataque de maioria. Ele consiste em um grupo de mineradores mal intencionados – que detém mais de 50% do poder de mineração.

Esse grupo faz com que as cadeias de blocos sejam reescritas ou reorganizadas. Com isso, é possível que aconteçam fraudes em uma rede que, em princípio, é imune a riscos. Isso significa que a blockchain pode ficar exposta a hackers.

Esse é o principal risco de utilizar essas plataformas. Se isso ocorrer, você pode ter a sua conta invadida e perder as suas criptomoedas, por exemplo. Além disso, o serviço pode sair do ar e deixar de operar.

Agora que você sabe o que é Ethereum Classic, vale ressaltar que o protocolo utiliza blockchain para validar as transações, garantir a segurança e evitar fraudes. E, seja qual for seu interesse em relação às criptomoedas, vale a pena entender mais sobre esse mercado e conhecer as possibilidades que ele pode oferecer.

Ficou com alguma dúvida sobre o Ethereum Classic? Deixe o seu comentário!

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.