Renova Invest Facebook

Moeda comum: entenda o que é a SUR, projeto entre Brasil e Argentina

Moeda comum entenda qual é o projeto entre Brasil e Argentina
Moeda comum entenda qual é o projeto entre Brasil e Argentina

A possibilidade de surgir uma nova moeda em comum entre o Brasil e Argentina virou um dos focos  da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao país vizinho. Em sua primeira viagem internacional desde que tomou posse no começo do mês, o presidente eleito discutiu a criação do que foi popularmente apelidada de “Sur” e “Peso Real”.

“Decidimos avançar nas discussões sobre uma moeda sul-americana comum, que possa ser usada tanto para os fluxos financeiros como comerciais, reduzindo os custos operacionais e nossa vulnerabilidade externa”, informou através de uma carta conjunta divulgada antes do encontro entre Lula e o presidente argentino, chamado Alberto Fernández.

Já em discurso durante o encontro, Lula deu gás na ideia: “Por que não tentar criar uma moeda comum como se tentou entre os países dos Brics? Acho que, com o tempo, isso vai acontecer. E acho que é necessário que aconteça.”

Não demorou muito para que as especulações começassem. Várias  pessoas ao saber da notícia entenderam que Brasil e Argentina poderiam criar uma moeda única, como o euro. No entendimento automático, acharam que seria uma moeda única entre as duas maiores economias da América do Sul e que substituiria o peso argentino e o real brasileiro.

Mas a verdade é que não é bem assim.

Afinal, qual é a proposta?

O projeto de uma moeda única entre Brasil e Argentina se tornou um dos assuntos mais falados dos últimos dias.  Mas não é verdade que seja algo que substitua o real e o peso, esclarece o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, na última segunda-feira (23).

Em evento com empresários dos dois países em Buenos Aires, Haddad disse que o que está em estudo é a viabilidade de uma moeda digital que seja comum entre os dois países para ser usada em trocas comerciais, com o intuito de reduzir a dependência em relação ao dólar.

“Recebemos dos nossos presidentes uma incumbência de não adotar uma ideia que era do governo anterior, que não foi levada a cabo, da moeda única. O meu antecessor, Paulo Guedes, defendia muito uma moeda única entre Brasil e Argentina. Não é disso que estamos falando. Isso gerou uma enorme confusão, inclusive na imprensa brasileira e internacional”, afirmou Haddad.

O que vai acontecer?

A moeda comum ainda será discutida por um grupo de trabalho e isso quer dizer que a implementação não será imediata – e sim ao longo dos anos. Tanto que Haddad explicou que a ideia serve para dar dinamismo ao comércio entre os países latino-americanos, como o pagamento em moedas locais dispensando o dólar e os Convênio de Pagamento e Créditos Recíprocos (CCR), tipo de câmara de compensação entre os países do continente, algo que foi abolido pelo Brasil em 2019.

“Não se trata da ideia de uma moeda única. Trata-se de avançarmos nos instrumentos previstos e que não funcionaram a contento, nem pagamento em moeda local e nem os CCRs dão hoje uma garantia de que podemos avançar no comércio da maneira como pretendem os presidentes”, concluiu o ministro.

No fim, a proposta em estudo entre Brasil e Argentina mais vai ao encontro do que parece ser uma moeda virtual, que não substituiria as moedas nacionais.

Vale lembrar que em abril do ano passado, Haddad havia publicado junto com o economista Gabriel Galípolo um artigo no jornal Folha de S. Paulo já sugerindo uma moeda comum para toda a América do Sul.

Eles defenderam – no texto – que a criação da moeda poderia ajudar países a se protegerem de possíveis sanções impostas por potências estrangeiras, principalmente os EUA que possuem o poder de emitir uma moeda internacional, o dólar.

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Ficou com alguma dúvida? Caso queria conhecer mais alternativas de investimentos, conte com a nossa assessoria! Entre em contato conosco, temos uma equipe preparada para ajudar você!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.