No dia 05 de agosto, foi apresentado o resultado Braskem (BRKM5) 2T21 e a equipe de Equity Research do BTG Pactual já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Braskem tem resultados próximos ao projetado

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da Braskem (BRKM5) foi positivo. A empresa surpreendeu na frente operacional e apresentou resultados financeiros praticamente em linha com o projetado.

Os destaques do período foram as divisões do México e do Brasil.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações BRKM5 estavam sendo negociadas a R$ 57,80. A capitalização de mercado era de R$ 45,39 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 125,77 milhões.

BRKM5: Análise Completa e Resultados Braskem 2T21

Potencial venda da participação da Novonor alavanca ações da BRKM

As ações da Braskem tiveram leve alta após a notícia de que a fatia de 38,3% da Novonor (ex-Odebrecht) na companhia poderá ser vendida em blocos de ativos por região para diferentes compradores.

A ideia é vender a operação americana da Braskem separadamente, para que a controladora possa ampliar os lucros ao vender a sua fatia na companhia. Enquanto isso, a operação brasileira da Braskem não deve ser vendida em partes separadas.

A cisão das operações brasileiras da Braskem será uma situação muito complexa, tanto do ponto de vista industrial, quanto sob a ótica da logística. Por isso, a Novonor terá que sentar à mesa com os demais acionistas, sobretudo, Petrobras, bancos e demais credores.

No último dia 5, executivos da Petrobras disseram em uma teleconferência com investidores que tinham contratado assessores para vender sua fatia na Braskem, sem dar mais detalhes.

Unidade México foi o principal destaque positivo do trimestre

De acordo com o relatório do BTG Pactual, a unidade de negócio do México foi o principal destaque positivo do trimestre ao apresentar EBITDA de R$ 1,1 bilhão. O resultado revela alta de +113% em relação ao trimestre anterior e está +24% acima do esperado pela equipe BTG.

Segundo os analistas do BTG, o resultado reflete a alta do spread, diferença do preço do produto e de sua principal matéria-prima, acima do esperado para o PE-etano. Além desse fator, adiciona-se o melhor mix de vendas conforme as entregas da Pemex (Petróleos México, estatal mexicana) aumentaram.

Alta de spreads também beneficia divisão brasileirasBRKM5: Análise Completa e Resultados Braskem 2T21

Conforme informa o relatório do BTG, o EBITDA do Brasil ficou em R$ 6,0 bilhões. O resultado representa alta de +429% em relação ao mesmo período de 2020 e está em linha com o projetado pelos analistas do BTG.

Segundo os analistas do BTG, mais uma vez, o resultado foi impulsionado pelos spreads, principalmente do PE-nafta. No entanto, alertam para sinais de redução dos spreads após recordes no 1S21, apesar da normalização levar mais tempo do que as expectativas iniciais.

Desempenho EUA/Europa abaixo do esperado

Segundo o relatório do BTG, o EBITDA da divisão EUA/Europa totalizou R$ 2,6 bilhões. O número revela alta de +56% em relação ao trimestre anterior, mas está -6% abaixo do esperado pelos analistas.

De acordo com o relatório do BTG, o desempenho abaixo do projetado reflete os spreads de PP-propeno mais fracos.

 

 EBITDA atingiu recorde

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da Braskem ficou em R$ 9,4 bilhões. O número revela alta de +35% em relação ao trimestre passado, base de comparação do difícil.

Segundo os analistas do BTG, o resultado ficou +3% acima do projetado e reflete o ciclo muito favorável de spreads petroquímicos em todas as regiões de atuação.

Lucro Líquido com alta superior a +190%

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da Braskem no segundo trimestre foi de R$ 7,42 bilhões. Esse resultado representa alta de +198% em relação ao mesmo período de 2020 e surpreende analistas, ficando +2% acima do projetado.

Resultado Braskem (BRKM5) 2T21: Recomendações

BRKM5: Análise Completa e Resultados Braskem 2T21

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Braskem (BRKM5) deve permitir que os investidores sonhem alto no curto/médio prazo, dada a força dos spreads petroquímicos e a recuperação da demanda. A companhia também está prestes a reiniciar a distribuição de dividendos.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 63,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research do BTG Pactual sobre o resultado Braskem (BRKM5) 2T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.