SulAmérica (SULA11) 1T21
SulAmérica (SULA11) 1T21

Análise Completa: Resultado SulAmérica (SULA11) 1T21

No dia 11 de maio de 2021, foi apresentado o resultado SulAmérica (SULA11) 1T21 e a equipe de Equity Research da Eleven Financial Research já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

SulAmérica apresenta resultado positivo no trimestre

De acordo com o relatório da Eleven, a SulAmérica (SULA11) apresentou um resultado positivo, em virtude da adição líquida de beneficiários nas carteiras de saúde e odonto e queda na sinistralidade no trimestre.

Os destaques do período foram a carteira de beneficiários e a sinistralidade.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações SULA11 estavam sendo negociadas a R$ 34,58. A capitalização de mercado era de R$ 14,18 bilhões. O volume médio negociado era de R$ 115,60 milhões.

Resultado SulAmérica (SULA11) 1T21

Telemedicina traz bons resultados no período

Conforme informa o relatório da Eleven, a SulAmérica apresentou resultados positivos no 1T21, impulsionados pela telemedicina.

A telemedicina contribuiu positivamente no período mais crítico da pandemia. Foram realizados quase 310 mil atendimentos digitais no trimestre, com índices positivos de satisfação dos beneficiários.

Cerca de 90% dos atendimentos foram realizados no próprio canal, o que demonstra a importância dessa ferramenta para a rentabilidade da SulAmérica. Vale destacar que a telemedicina foi permitida temporariamente pela ANS, mas a equipe acredita que deverá ser regulamentada posteriormente.

Além disso, a SulAmérica realizou um bom trabalho no que se refere à estratégia do cuidado coordenado, com planos regionais e avanço de processos digitais. Dessa forma, a companhia caminha para a “verticalização digital” a fim de controlar a sinistralidade.

Queda da sinistralidade surpreende

De acordo com a Eleven, a SulAmérica reportou uma redução da sinistralidade na carteira de saúde e odonto no 1T21, apesar das adversidades geradas pela pandemia.

A equipe esperava um aumento da sinistralidade em razão do maior número de casos da Covid-19 e da realização dos procedimentos eletivos no trimestre.

Porém, a companhia surpreendeu positivamente ao apresentar uma queda da sinistralidade da carteira de saúde, odonto e planos administrados. Houve uma queda de -1,8 p.p. na comparação anual, em virtude da menor demanda de procedimentos eletivos em meados de março.

Dessa forma, a margem bruta da SulAmérica expandiu em +1,2 p.p. no período, refletindo a menor sinistralidade e sua estratégia do cuidado coordenado.

Impacto do crescimento da carteira de vidas

Conforme informa a Eleven, a SulAmérica reportou um crescimento da carteira de vidas no 1T21.

A carteira de vidas apresentou crescimento de 166 mil beneficiários de saúde e 229 mil no segmento dental. Esse crescimento ocorreu por via inorgânica com a aquisição da Paraná Clínicas, mas também pelo lançamento dos produtos regionais da SulAmérica Direto.

Entretanto, a cobertura de sinistros da carteira de seguro de vida e acidentes pessoais pressionou a receita operacional em -12,3% na comparação anual. Enquanto isso, a asset pressionou em -18,3% devido às mudanças no perfil de risco e do maior nível de competição no mercado.

Crescimento da receita operacional

De acordo com a Eleven, a SulAmérica apresentou um crescimento de sua receita operacional  no 1T21.

As despesas gerais e administrativas em relação à receita operacional passaram de 6,7% para 7,5% no período. Esse aumento está associado às despesas da carteira automotiva e aos reajustes salariais.

Por outro lado, a boa performance da carteira de previdência da companhia sustentou o crescimento do resultado operacional em +4,7%. Nota-se que os segmentos seguro de vida, previdência e asset representaram apenas 6,4% do faturamento no 1T21.

A receita operacional consolidada da SulAmérica totalizou R$ 5,2 bilhões no trimestre. Assim, desconsiderando a carteira automotiva e de capitalização, a receita operacional cresceu +5,4% na comparação anual.

Desde a venda da carteira de automóveis no segundo semestre de 2020, a companhia tem direcionado sua estratégia para a área da saúde. Por mais que essa opção impacte negativamente seu principal negócio, a equipe acredita que no longo prazo ela se tornará mais rentável.

Resultado SulAmérica (SULA11) 1T21

EBITDA ajustado cresce no trimestre

Conforme informa o relatório da própria SulAmérica, o EBITDA ajustado da companhia ficou em R$ 146 milhões. O número revela alta de +34,9% em relação ao 1T20.

Lucro Líquido abaixo das estimativas

Conforme o relatório da Eleven, o lucro líquido da SulAmérica no 1T21 foi de R$ 54 milhões. Esse resultado representa queda de -23% na comparação anual.

O resultado líquido ficou abaixo das estimativas da equipe em -29,6%, devido ao menor resultado financeiro no período.

Resultado SulAmérica (SULA11) 1T21

Resultado SulAmérica (SULA11) 1T21: Recomendações

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a SulAmérica (SULA11) apresentou um resultado positivo no trimestre, demonstrando uma tendência de crescimento e aumento da rentabilidade.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$44,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research da Eleven Financial Research sobre o resultado SulAmérica (SULA11) 1T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.