BRML3
BRML3

Análise Completa: Resultado BR Malls (BRML3) para o 4T20

No dia 11 de março de 2021, foi apresentado o resultado da BR Malls (BRML3) para o 4T20 e a equipe de Equity Research do BTG Pactual já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Bons números operacionais apesar dos desafios

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da BR Malls (BRML3) ficou em linha com as projeções da equipe devido à pandemia. Apesar do fraco resultado no 4T20, a companhia apresentou bons números operacionais no período.

Os destaques do período foram números operacionais, resiliência e lucro líquido.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações BRML3 estavam sendo negociadas a R$ 9,10. A capitalização de mercado era de R$ 7,64 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 173,43 milhões.

brml3

Impactos das restrições impostas pela pandemia

Conforme o relatório do BTG Pactual, a BR Malls reportou resultados fracos em 2020 por causa da pandemia, mas apresentou recuperação no último trimestre do ano.

Segundo o relatório de resultados apresentado pela BR Malls, o 4T20 foi marcado pela evolução da normalização das atividades e melhora das restrições impostas, com os indicadores operacionais e financeiros dos ativos registrando recuperação e crescimento.

A receita líquida da BR Malls atingiu R$ 267 milhões no 4T20. Esse resultado representa queda de -24% na comparação de base anual, mas alta de +28% na comparação trimestral.

Essa alta é reflexo da evolução relevante no fluxo e nas vendas, com a consequente redução das concessões comerciais no trimestre.

No que se refere ao EBITDA da companhia, houve queda de -42% em relação ao 4T19. Isso é reflexo das maiores despesas com PDD (provisão para devedores duvidosos) e algumas perdas no Delivery Center, registrando na linha de equivalência patrimonial.

Por sua vez, o FFO totalizou R$ 0,99 por ação no trimestre, o que representa queda de -59% na comparação de base anual.

Bons números operacionais são reportados no trimestre

De acordo com o BTG Pactual, os números operacionais apresentados pela BR Malls no 4T20 mostraram boa resiliência.

A taxa de vacância da companhia caiu -50 bps em relação ao 3T20, encerrando o ano de 2020 em apenas 4%. Por sua vez, o índice de inadimplência ficou em 5,5% no trimestre.

O custo de ocupação dos locatários foi de 9,5% das vendas dos varejistas, o que representa queda de -50 bps na comparação de base anual. No que se refere à taxa de ocupação média dos ativos, atingiu 96% (queda de -1,3 p.p.), segundo o relatório de resultados da companhia.

Enquanto isso, por causa das restrições às operações dos shoppings no 4T20, a BR Malls revelou algumas fraquezas no período.

Na comparação de base anual, o SSS (vendas nas mesmas lojas) e o SSR (aluguéis mesmas lojas) caíram -16,3% e -16,6%, respectivamente. Além disso, o NOI (receita operacional líquida) por m² teve queda de -25% no período.

Perspectivas para 2021

Para a equipe do BTG Pactual, apesar dos desafios impostos pela pandemia em 2020, os shoppings mostraram resiliência no último trimestre do ano.

O resultado da companhia foi fraco no 4T20, mas a equipe acredita que os números operacionais são o que realmente importa no momento. No caso da BR Malls, assim como outras operadoras de shoppings centers, a taxa de vacância, a inadimplência dos lojistas e os custos de ocupação parecem estar sob controle.

Por essa razão, a equipe sustenta a tese otimista de que os shoppings podem ter uma recuperação em forma de “V” assim que as medidas de distanciamento social impostas pela pandemia forem suspensas.

Segundo o relatório da companhia, a BR Malls administrou os impactos de curto prazo devido à pandemia, mas manteve intensidade e foco no objetivo de longo prazo de tornar a companhia cada vez mais “fit for the future” (preparada para o futuro).

brml3

EBITDA ajustado cresce no trimestre

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA ajustado da BR Malls no 4T20 ficou em R$ 153 milhões. O número revela alta de +32% na comparação de base trimestral, mas representa queda de -42% na comparação anual.

Por sua vez, a margem EBITDA ficou em 57,3%, ficando abaixo da projeção da equipe em -250 bps no período.

Lucro Líquido supera estimativas

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da BR Malls no 4T20 foi de R$ 199,5 milhões. Esse resultado revela alta de +2454% em relação ao 3T20. Entretanto, em relação ao mesmo período de 2019, o número representa queda de -51%.

Nota-se que o lucro líquido da companhia ficou 238% acima das estimativas da equipe no trimestre.

brml3

Resultado BR Malls (BRML3) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a BR Malls (BRML3) poderá se recuperar assim que as medidas de isolamento social forem suspensas e suas ações estão sendo negociadas a um valuation atraente (13x P/ FFO 2021).

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 14,00.

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research do BTG Pactual sobre o resultado da BR Malls (BRML3) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.