Renova Invest Facebook

A ascensão da Shein o mercado de startups e como isso mudou o consumo dos brasileiros

A pandemia da Covid-19 trouxe consigo novos costumes para a população e com isso, novas febres. Uma delas, foi compras por aplicativos em que facilitou pela logística de não sair de casa e chamou atenção principalmente pelo preço. Lojas como a Shopee e Shein fizeram um sucesso gigante no mercado, sendo responsável por um boom de consumidores.

Em um momento onde o setor varejista enfrenta muitas dificuldades no Brasil, a Shein simplesmente cresceu mais do que o normal em 2021. No período da Black Friday, em novembro, a marca teve alta de mais de 25% em downloads, saindo na frente de grandes varejistas de moda nacionais.

Abrindo ainda mais vantagem competitiva, a Shein também teve alta no número de usuários diários ativos no aplicativo, com um crescimento de 12% em relação ao mês anterior. De acordo com o levantamento da Similarweb, os segmentos mais buscados são vestuário, maquiagem e acessórios.

Sobre a Shein

A Shein é uma varejista eletrônica global no ramo da moda e estilo de vida. A empresa se diz comprometida em tornar a beleza da moda mais acessível para todo mundo, através da tecnologia de fabricação sob demanda que conecta fornecedores à cadeia de suprimentos ágil. Isso faz com que o desperdício de estoque seja reduzido e um maior fornecimento de variedade de produtos.

Presente em mais de 150 países, a marca foi fundada em 2012, com o objetivo de ser diferente das demais. A missão da Shein é ser líder na indústria e trazer a moda para a era moderna. A produção de mercadoria costuma ser em tempo hábil e a entrega chega rapidamente para qualquer lugar do mundo.

ONDE INVESTIR
EM 2024
DESCUBRA COMO ESCOLHER AS PEÇAS CERTAS PARA CONSTRUIR UM PORTFÓLIO SÓLIDO.

3 pontos de sucesso

Mesmo com a economia em crise e o comércio eletrônico em movimento decrescente, o sucesso repentino da marca chama bastante atenção no que se refere ao comportamento de compra do consumidor. Qual o motivo será? Bom, a Renova Invest listou três pontos que fizeram o público amar comprar na Shein:

  1.  Preços competitivos, ou seja, bem abaixo dos demais
  2.  Variedade de produtos, com tudo que as pessoas gostam
  3. Uso das redes sociais como TikTok e Instagram para divulgar

Com esses três pontos, pode ser que o sucesso da startup coloque em cheque se o consumo está sendo feito de forma responsável ou apenas com gatilhos de urgência, mas não há dúvidas de que eles conseguiram aumentar sua base de usuários no Brasil e virar uma febre.

Valuation de US$ 100 bilhões

Ganhando o mercado em valores milionários, a gigante do varejo está avaliada em uma rodada de financiamento de US$ 100 bilhões. Em contato com os investidores, como a General Atlantic, a marca pensa em levantar cerca de US$ 1 bilhão, de acordo com o veículo de comunicação Bloomberg.

Além disso, a Shein pode faturar US$ 20 bilhões em 2022, segundo informações do Morgan Stanley, sendo o suficiente para ultrapassar a Fast Retailing e se tornar a quarta maior varejista do mundo. O feito prova que o comércio de vestuário da China está superando lugares como Vietña e Europa, incluindo o fato que o mercado de fast fashion está mais aquecido do que nunca.


A empresa que muitos investidores nunca ouviram falar está mudando o negócio da moda, com tudo mais barato e rápido. Sediada em Nanjing, na China, a Shein é mais valiosa do que a Zara e a H&M juntas, que são suas maiores concorrentes.

Modelo de negócio da Shein

A Shein possui o modelo de negócio baseado na previsão de tendências de moda em tempo real, com fabricação verticalmente integrada. A empresa soma isso ao marketing viral utilizando influenciadores e criadores de conteúdo para bombar o assunto na internet.

A rede de logística é toda digital e conta com algoritmos que rastreiam a atividade de navegação no TikTok, no Instagram, no Google e também em outras plataformas digitais. Essa pesquisa vira roupas de tendência de produção limitada em cerca de três dias. Os produtos são comercializados online, além de que os influenciadores possuem comissões.

Depois dessa logística de análise e aquisição de clientes, as pessoas recebem seus produtos –  vestidos, blusas e brincos, por exemplo – em cinco a sete dias pelo correio.

Cadeia de suprimentos

Para conseguir atender toda a demanda, a rede de aplicativo possui uma cadeia de suprimentos totalmente digital que entrega produtos de forma rápida e transparente aos clientes espalhados pelo mundo. A Shein usa um software proprietário para acompanhar as vendas e se comunicar com as fábricas em tempo real para pedidos em pequenos lotes.

A cadeia de suprimentos digital é o núcleo do modelo de negócios e permite que seja possível oferecer uma ampla variedade de estilos sem criar desperdício de estoque ou fazer os clientes esperarem semanas para que seus pedidos sejam atendidos. Realmente, um sonho para quem gosta de compra online, não é?

Não perca tempo e aperfeiçoe seus conhecimentos, se inscreva no nosso canal do YouTube para explorar as melhores oportunidades de investimentos no mercado.

Ficou com alguma dúvida? Caso queria conhecer mais alternativas de investimentos, conte com a nossa assessoria! Entre em contato conosco, temos uma equipe preparada para ajudar você!

Veja também:

Inscreva-se
Notificar-me de
Esse campo só será visível pela administração do site
botão de concordância
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos os comentários

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem a nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.