No dia 03 de maio de 2021, foi apresentado o resultado da JSL (JSLG3) 1T21 e a equipe de Equity Research da Eleven Financial Research já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

JSL apresenta resultado abaixo das estimativas

De acordo com o relatório da Eleven, o resultado da JSL (JSLG3) ficou abaixo das estimativas no 1T21. A companhia revelou o efeito positivo das recentes aquisições, mas aumento de custos no trimestre pressionou os resultados no período.

O destaque do período foi o descasamento entre custos e receita.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações JSLG3 estavam sendo negociadas a R$ 10,43. A capitalização de mercado era de R$ 2,9 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 4,3 milhões.

Resultado JSL (JSLG3) 1T21

Asset Light permanece estável no trimestre

Conforme informa a Eleven, o segmento Asset Light (“leve em ativos”) da JSL manteve-se estável, mesmo com a consolidação da Transmoreno no 1T21.

Antes, cabe destacar que o modelo Asset Light se caracteriza por ter poucos ativos, que corresponde a 65% dos negócios da JSL.

O setor automotivo apresentou um trimestre mais fraco devido às paradas na linha de produção das montadoras, que também impactou o resultado divulgado pela Tegma. Isso reduziu a contribuição da recém-adquirida Transmoreno no consolidado do segmento.

Além disso, a margem do trimestre foi afetada pelo reajuste de fretes e insumos realizado no 1T21. Porém, esse reajuste será repassado aos clientes no decorrer do próximo trimestre.

Dessa forma, a receita líquida do Asset Light ficou em R$ 513 milhões no 1T21 contra R$ 510 milhões no 4T20, o que representa ligeira alta de +0,7%. Por outro lado, o EBITDA do segmento caiu -21% em relação ao 4T20, de R$ 82 milhões para R$ 65 milhões.

Consolidação da Fadel impulsiona Asset Heavy

Segundo a Eleven, o segmento Heavy Asset da JSL apresentou receita líquida e EBITDA em linha com as estimativas da equipe.

O modelo Heavy Asset abrange as operações intensivas em ativos e mão de obra, que corresponde a 35% dos negócios da JSL.

Apesar da estabilidade verificada em Asset Light, o Heavy Asset teve forte aumento de receita e EBITDA na comparação de base anual. A receita líquida do segmento ficou em R$ 355 milhões no trimestre, o que representa alta de +51,8%. Por sua vez, o EBITDA teve aumento de +39,1%.

Esse resultado forte se deve à consolidação dos resultados da Fadel, que foi adquirida no segundo semestre de 2020. Cabe destacar que a Fadel é uma empresa mais focada no segmento de distribuição urbana de bebidas e alimentos.

Na comparação trimestral, o EBITDA mostrou recuperação de 60,9% em virtude do trimestre anterior ter sido afetado por efeitos sazonais de alguns clientes.

Queda da taxa média de depreciação

De acordo com a Eleven, a JSL reportou aumento do preço de seminovos e redução da taxa média de depreciação de veículos pesados no 1T21.

Apesar da companhia ter uma base bem menor de ativos do que as locadoras de veículos, o aumento no preço de seminovos também teve efeito sobre a depreciação contabilizada no trimestre.

No que se refere aos veículos pesados, a taxa média de depreciação caiu de 6,9% no 1T20 para 2,5% no 1T21. Isso refletiu em ganho da margem e foi a principal causa para o lucro líquido reportado ter superado a estimativa da equipe.

Descasamento entre custos e receita

Conforme informa a Eleven, o descasamento entre custos e receita da JSL pressionou os resultados do 1T21.

O crescimento da receita líquida da companhia revela o efeito das recentes aquisições da Transmoreno e da Fadel.

Dessa forma, a receita líquida consolidada da JSL ficou em R$ 868 milhões. Esse resultado representa alta de +6,1% e +25,1%, respectivamente, nas comparações de base trimestral e anual.

Por outro lado, houve aumento de custos com fretes, combustíveis, peças e manutenções a ser repassado aos clientes no 2T21. Isso pressionou a margem EBITDA no trimestre e, portanto, espera-se uma reação negativa do mercado.

Perspectivas de crescimento da companhia

Apesar do descasamento entre custos e receitas no 1T21, a equipe da Eleven mantém a visão positiva para a JSL, com base em três fatores.

Nota-se que o desempenho das ações da JSL em abril elevou o múltiplo EV/EBITDA 2021 para 7,1x e reduziu o desconto para 17% em relação à média do setor. Assim, a equipe espera uma reação negativa do mercado.

Apesar disso, a equipe da Eleven mantém a visão positiva para a companhia, pois considera que a perspectiva de crescimento da JSL através da consolidação no setor ainda não esteja precificada.

A companhia segue com posição de liderança no transporte rodoviário de cargas. Esse setor deve se consolidar pela crescente necessidade de investimentos em tecnologia e pela formalização.

A JSL também conta com amplo portfólio de serviços logísticos, com crescente cross-selling (venda cruzada), que contempla seus dois modelos de negócios. Além disso, o modelo predominantemente Asset Light proporciona flexibilidade de ajuste de custos e baixa mobilização de capital pela companhia.

EBITDA fica abaixo das estimativas

Conforme informa a Eleven, o EBITDA da JSL no 1T21 ficou em R$ 128 milhões. O número revela alta de +5,5% e +15,9%, respectivamente, nas comparações de base trimestral e anual.

Apesar disso, o EBITDA da companhia ficou abaixo das estimativas da equipe e do consenso em -10,8% e -6,8%, respectivamente. Cabe destacar que o resultado abaixo das estimativas está associado principalmente ao aumento de custos no trimestre.

Assim, a margem EBITDA ficou em 14,7% no período, o que representa queda de -1,2 p.p. na comparação de base anual.

Lucro Líquido favorecido por menor depreciação

Conforme o relatório da Eleven, o lucro líquido da JSL no 1T21 foi de R$ 42 milhões. Esse resultado representa alta de +38% e +348,7%, respectivamente, nas comparações de base trimestral e anual.

Cabe destacar o efeito positivo da menor depreciação, que ficou em 2,5% no período. Dessa forma, o resultado líquido do 1T21 superou as estimativas da equipe e do consenso em +70,8% e +11,6%, respectivamente.

Resultado JSL (JSLG3) 1T21

Resultado JSL (JSLG3) 1T21: Recomendações

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a JSL (JSLG3) teve mais um trimestre pressionado e espera uma reação negativa pelo mercado. Apesar disso, a equipe pontua que a perspectiva de crescimento através da consolidação no setor ainda não está devidamente precificada e, portanto, mantém sua tese de longo prazo.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 16,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research da Eleven Financial Research sobre o resultado da JSL (JSLG3) 1T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.