Horário das 8:30-19:00
atendimento@renovainvest.com.br
11-3192-3882

Single Blog Title

This is a single blog caption

ETF de renda fixa: conheça o IMAB11

//
Posted By
/
Comentário0
/
Categories

oO IMAB11 é mais um entre diversos fundos de índice disponíveis no mercado financeiro. Este ETF, inclusive, pode ser uma opção interessante para investidores que buscam por fundos de índice relacionados à renda fixa.

Diferente do que muitos podem pensar, no entanto, apesar de estar atrelado a um indicador de renda fixa, este ETF oferece alguns riscos relacionados à volatilidade que precisam ser considerados. Então, que tal saber mais sobre o IMAB11 e suas principais características?

Continue a leitura deste post para conhecer o IMAB11 e descubra se ele faz sentido para você e sua carteira de investimentos.

Acompanhe!

O que é um ETF?

O IMAB11 é um ETF. Logo, é importante entender do que se trata essa modalidade de investimento antes de conhecer as características do fundo.

ETF é a sigla para Exchange Traded Funds. Trata-se de fundos de investimento que utilizam determinados índices do mercado financeiro como benchmark – como o índice Ibovespa.

O principal objetivo dos ETFs é ter um desempenho próximo ou semelhante ao benchmark no qual se espelha. Para isso, a carteira do fundo é elaborada de forma semelhante à composição do índice de referência que utiliza. No caso do IMAB11, o benchmark é o IMA-B.

O que é o IMAB11?

O IMAB11 é um ETF negociado na bolsa de valores que replica o desempenho dos títulos públicos de renda fixa que fazem parte do índice IMA-B, que é calculado pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Ele também é conhecido como “ETF de renda fixa” – por ser um dos poucos ETFs que seguem uma carteira de títulos públicos. Para entender o seu funcionamento, no entanto, é fundamental saber mais sobre o IMA-B.

Conhecendo o IMA-B

O IMA-B (ou Índice de Mercado Anbima) replica o comportamento dos títulos do Tesouro IPCA. É esse índice, portanto, que você deve consultar quando desejar conhecer a rentabilidade dos títulos do Tesouro IPCA – tenham eles prazo de até 5 anos ou vencimento superior a 5 anos.

Dessa forma, o IMAB11 visa capturar o comportamento de todos os títulos do Tesouro Nacional que estão ligados à inflação e que estão disponíveis no mercado.

Assim, o IMAB11 pode ser uma alternativa para quem deseja se expor às movimentações dos títulos públicos via bolsa de valores – e não via Tesouro Direto – e buscar rendimentos superiores à inflação.

Quais as características do IMAB11?

O nome do fundo é Fundo IT Now ID ETF IMA-B. Na bolsa de valores, ele é negociado sob o ticker IMAB11.

Ele tem como objetivo refletir a performance do IMA-B, formado por uma carteira teórica que contém títulos públicos NTN-B (Tesouro IPCA) – um título pós-fixado que tem rentabilidade indexada ao IPCA e a uma taxa de juros prefixada.

A política de investimento do fundo determina que deve ser investido, no mínimo, 95% do seu patrimônio em Títulos do Índice IMA-B. Pode também ser investido em posições compradas no mercado futuro do índice, sempre com objetivo de refletir a performance do seu benchmark.

Os outros 5% restantes da carteira podem ser investidos em outros ativos ou produtos financeiros, desde que sejam investimentos permitidos pelo regulamento do fundo.

Seu início se deu em maio de 2019. O administrador é o Banco Itaú Unibanco S.A. A gestão também fica por conta desta instituição.

A taxa de administração do fundo é de 0,25% ao ano. Além dessa taxa, há a cobrança do Imposto de Renda, a uma alíquota de 15% sobre o lucro.

Como é composta a carteira do fundo?

A carteira do fundo IMAB11 é composta por 13 títulos – que compõem o IMA-B. O valor de cada um é calculado pela Anbima, levando em conta o valor de mercado de cada um dos produtos.

Alguns critérios, no entanto, são utilizados para descartar os títulos públicos para composição do IMA-B – e, consequentemente, do IMAB11. São eles:

  • os títulos com prazo de vencimento inferior a uma mês em relação à vigência da carteira teórica;
  • títulos que não foram ofertados publicamente;
  • e títulos muito novos, disponibilizados no mercado nos dois dias úteis anteriores à data da revisão da carteira do fundo.

Quais as vantagens do IMAB11?

O IMAB11 tem diversas vantagens – que precisam ser conhecidas por aqueles que têm interesse em contar com esse ETF em suas carteiras. Confira abaixo algumas delas:

Diversificação da carteira

Quem compra cotas desse ETF está, na verdade, investindo em títulos públicos distintos. Ou seja, pode ser uma maneira muito mais simples de investir nos títulos do Tesouro e diversificar os aportes, sem precisar escolhê-los um a um.

Baixo custo

Investir em um fundo de índice costuma ser menos custoso do que investir em outras modalidades de fundo de investimento. A taxa de administração é baixa e não há cobrança de outras taxas – especialmente devido à gestão passiva do ETF.

O investidor também não precisa arcar com o custo do IOF – que costuma ser cobrado em alguns títulos de renda fixa quando são resgatados em até 30 dias, por exemplo.

Ainda, o valor da cota do IMAB11 pode ser menor na comparação com o valor de cotas de outros fundos de investimento.

Quais as desvantagens do IMAB11?

Contudo, há importantes desvantagens relacionadas ao IMAB11. Conheça algumas delas:

Volatilidade

Um erro bastante comum de investidores que acabam de ser apresentados ao IMAB11 – um ETF de renda fixa – é acreditar que este é um investimento seguro por estar exposto aos títulos do Tesouro. Contudo, existem riscos envolvidos.

Isso porque o IMAB11 costuma sofrer certa volatilidade. Afinal, o valor dos títulos – e, consequentemente, do índice IMA-B depende da oferta e demanda do mercado e das mudanças nas taxas da economia, por exemplo. Assim, essas e outras questões podem fazer esse investimento oscilar.

Menor previsibilidade

Quem compra títulos do Tesouro individualmente tem a segurança de que resgatará o valor investido acrescido de juros – afinal, estes são os investimentos mais seguros do país. No IMAB11, essa previsibilidade não existe.

O investidor não tem garantia do quanto resgatará do seu investimento – existindo, portanto, a possibilidade de ganhos, mas também de perdas. O ETF não tem vencimento e é o preço da cota que determina o valor que será resgatado pelo investidor.

Portanto, investidores que desejam se expor ao IMAB11 devem entender que não se trata de um investimento com maior segurança – como é comum na renda fixa.

Apesar de o seu benchmark estar ligado aos títulos do Tesouro, as oscilações podem trazer riscos – embora menores na comparação com as oscilações do mercado de ações, por exemplo,

Para quem pode ser adequado o IMAB11?

O IMAB11 pode atrair investidores de diversos perfis – tanto arrojados, que desejam diversificar sua carteira, quanto investidores com menor abertura a riscos, que desejam ter a praticidade de investir em um ETF relacionado à renda fixa.

Pode fazer sentido também para investidores iniciantes, que desejam experimentar a volatilidade nos investimentos sem ainda buscar por alternativas mais arriscadas.

Para saber se o IMAB11 vale a pena para você é necessário conhecer seus objetivos e perfil de investidor. Desta forma, ficará muito mais fácil avaliar se este ETF de renda fixa tem ou não espaço na sua carteira de investimentos.

Como investir no IMAB11?

Por fim, se você acredita que o IMAB11 pode ser uma modalidade de investimento adequada para você, o próximo passo é fazer seus aportes. Você precisa, em primeiro lugar, ter uma conta em um banco de investimentos – a fim de acessar as opções disponíveis no mercado por meio do home broker.

É nesta plataforma que você encontrará, entre outros ETFs, o IMAB11. Para adquirir cotas do fundo basta encontrar o fundo de índice por meio do seu ticker (IMAB11), escolher a quantidade de cotas que deseja comprar e fazer a operação.

Tem dúvidas sobre o IMAB11 ou deseja saber mais sobre este ETF de renda fixa? Então entre em contato conosco que podemos lhe ajudar!

Leave a Reply

[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name='SIGNUP_BODY']
[name='SIGNUP_BODY']