No dia 27 de julho, foi apresentado o resultado TIM (TIMS3) 2T21 e a equipe de Equity Research da Eleven Financial Research já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

TIM apresenta resultado positivo

De acordo com o relatório da Eleven, o desempenho da TIM (TIMS3) o desempenho foi positivo, impulsionado por um crescimento de receita e pela reversão de provisão e derivativos.

Os destaques do período foram o segmento móvel e o impulso da TIM Live.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações TIMS3 estavam sendo negociadas a R$ 11,55. A capitalização de mercado era de R$ 27,8 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 72,7 milhões.

Resultados TIMS3

Segmento móvel traz resultado positivo

Conforme informa a Eleven, o segmento móvel da TIM foi pressionado ante o cenário pandêmico. Mesmo assim, houve crescimento de receita no 2T21.

Primeiro, cabe destacar que esse segmento tem a maior representatividade na receita da TIM. Devido às restrições impostas pela pandemia, os esforços comerciais, as recargas e as vendas de produtos foram pressionados no 2T20. Assim, houve uma retração na base de acessos.

Apesar do saldo negativo de 378 mil acessos no trimestre, o segmento apresentou um crescimento na ARPU de +1,2% na comparação trimestral. A sigla ARPU (Average Revenue per User) indica a receita média mensal por usuário.

Mesmo ainda pouco representativa, a receita líquida da plataforma de clientes chamou a atenção no trimestre. Houve crescimento de +64,9% na comparação trimestral, totalizando R$ 28,8 milhões. Isso é reflexo das iniciativas mais recentes da companhia.

Por fim, cabe destacar que a TIM segue apresentando no segmento móvel o resultado de sua estratégia de volume para valor.

Segmento fixo impulsionado pela TIM Live

Segundo o relatório da Eleven, a performance do segmento fixo da TIM continuou no 2T21, impulsionada pela TIM Live.

A base de clientes cresceu +0,7% e +10,0%, respectivamente, nas comparações trimestral e anual. Enquanto isso, a ARPU cresceu +1,3% e +8,2%, respectivamente, em relação ao 1T21 e 2T20.

INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA Invista em ações

Esse crescimento está associado à consistente demanda por maiores velocidades na UBL (Ultra Banda Larga).

Maior nível de investimentos

A equipe da Eleven pontua que a TIM manteve o maior nível de investimentos após os impactos da pandemia no ano de 2020.

Em junho, a companhia apresentava uma posição de caixa de R$ 7,1 bilhões, com relação caixa líquido/EBITDA após leasing de 0,44x.

O Capex da companhia atingiu quase R$ 1,0 bilhão. Esse valor representa alta de +34,5% na comparação anual. Esse valor inclui a preparação da infraestrutura para a integração dos ativos da Oi Móvel.

Cerca de 95% dos investimentos foram destinados a projetos de infraestrutura nas áreas de TI, tecnologia 4G, rede de transporte e expansão do FTTH. A sigla FTTH (fiber to the home) representa a tecnologia de interligação de residências através da fibra óptica.

Receita líquida em linha com estimativas

De acordo com a Eleven, a receita líquida da TIM ficou em linha com as estimativas da equipe e do consenso no 2T21.

A receita líquida consolidada da companhia totalizou R$ 4,40 bilhões. O número revela um crescimento de +10,5% em relação ao 2T20.

O resultado positivo vem do incremento da ARPU móvel e manutenção da dinâmica positiva na banda larga fixa da TIM Live. Por outro lado, cabe destacar que é reflexo de uma base comparativa menor, quando a pandemia pressionou os resultados do 2T20.

EBITDA supera estimativas

Conforme informa a Eleven, o EBITDA da TIM ficou em R$ 2,08 bilhões. O número revela alta de +5,2% em relação ao 2T20. O resultado superou as estimativas da equipe em +1,8%.

Em virtude das iniciativas para a digitalização e automatização de processos nos últimos 12 meses, a margem EBITDA teve alta de +0,8 p.p. em relação ao 1T21. O indicador ficou acima das estimativas da equipe em +0,4 p.p. no período.

Lucro Líquido cresce mais de +150%

Conforme o relatório da Eleven, o lucro líquido da TIM foi de R$ 672,2 milhões. O número representa alta de +142,8% e +151,3%, respectivamente, nas comparações trimestral e anual.

Esse resultado superou as estimativas da equipe e do consenso em virtude dos efeitos extraordinários. Nota-se que houve a reversão de provisão e derivativos relacionados ao C6 sem efeito caixa no período.

Resultados TIMS#

Resultado TIM (TIMS3) 2T21: Recomendações

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven espera uma reação neutra do mercado para a TIM (TIMS3). Isso deve continuar devido ao fluxo de notícias relacionado à operação da Oi Móvel.

Apesar disso, as iniciativas para a digitalização e automação de processos sustentam a visão positiva da equipe para a companhia.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 19,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research da Eleven Financial Research sobre o resultado TIM (TIMS3) 2T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.