Rompimento de topo como identificar

Rompimento de topo: como identificar?

A especulação na bolsa de valores foca em aproveitar oscilações de curto e curtíssimo prazo para ter chances de lucro. Para tomar decisões, utiliza-se a análise gráfica e um dos recursos que você pode avaliar é o rompimento de topo.

Esse movimento pode indicar uma mudança completa no cenário de negociação e, por isso, é preciso estar atento. Portanto, você deve saber quando o fenômeno acontece e, principalmente, como interpretá-lo.

Neste artigo, mostramos o que é mais relevante sobre o rompimento de resistência e apresentamos como identificar sua ocorrência. Confira!

O que é um topo?

Antes de entender o assunto de forma completa é necessário saber o que significa o conceito de topo. Trata-se de um ponto extremo da linha de tendência do preço do ativo ou derivativo. Ele indica o maior preço de negociação em determinado momento.

Esse é o ponto no qual culmina um movimento de alta. Ele também funciona como uma espécie de teto. Por isso, logo em seguida é esperada uma queda na cotação.

O que é um fundo?

O fundo é o oposto de um topo no gráfico. Ou seja, é o ponto mais baixo de preços no período analisado. Trata-se do vale alcançado pela linha de tendência em um movimento de baixa.

De forma semelhante ao que acontece com o topo, o fundo serve como uma espécie de piso. A expectativa é que o preço caia até atingi-lo e depois retome com um movimento ascendente.

Como se dá o rompimento de topo?

Como visto, os conceitos de topo e fundo dão origem a outros termos relevantes na análise técnica: suporte e resistência.

O suporte é formado pela região do fundo, sendo caracterizado pelo ponto mais baixo da movimentação de preços. Ele serve para indicar que é improvável que o preço caia abaixo daquele patamar.

Já a resistência é formada em uma região de topo e atua como um teto para os preços de negociação. Significa que é menos provável que o ativo ou derivativo supere aquele patamar de negociação.

Com isso, a existência do topo e do fundo é essencial para a avaliação do mercado. Se suportes e resistências forem fortes, a tendência é que o preço de negociação se mantenha em tal intervalo.

Porém, a situação pode mudar. Em uma forte tendência de baixa, pode acontecer de os preços caírem abaixo do esperado. É a chamada perda de suporte. Já com uma forte tendência de alta é possível que se dê o chamado rompimento de topo ou da resistência.

Significa, portanto, que o movimento de compra superou o de venda, de modo que o preço do ativo ou derivativo continua a subir. Quando isso ocorre, é comum que haja um alto nível de volatilidade e é frequente que os preços subam muito e rapidamente.

Após o rompimento do topo, a resistência anterior se torna o novo suporte, estabelecendo um novo limite provável para as negociações.

Como identificar esse movimento?

Ser capaz de reconhecer um rompimento de topo é essencial para usar essa informação de modo consistente em sua análise e operação. Logo, é algo que ajuda na tomada de decisão quanto à especulação.

Primeiramente, é preciso identificar se a tendência é de alta ou de baixa. Se for de baixa, o rompimento de topo não ocorrerá. Ele acontece quando o preço dá sinais de que está se consolidando para cima.

Uma das formas de perceber isso é avaliando os topos que surgem graficamente. Se o próximo topo estiver em uma posição mais alta que o topo anterior é sinal que há uma tendência de alta e, talvez, de rompimento.

Como vimos, o cenário acontece quando, de fato, há uma superação do preço de negociação quanto ao número que estava definido no topo. Então, a antiga resistência se torna um novo suporte — e o topo do movimento será outro.

Contudo, nem sempre acontecerá um rompimento verdadeiro. É importante entender todo o contexto para compreender o gráfico e saber se o movimento é confirmado ou não. No caso, não basta que a força compradora atue pontualmente.

É preciso que o mercado, de modo geral, tenha interesse em adquirir o ativo ou derivativo. Pela lei da oferta e da procura, isso aumentará seu preço de maneira consistente e consolidada. Em outras palavras, a força compradora deve ter volume suficiente para manter a nova tendência.

O que são os rompimentos falsos?

Como você viu, é preciso verificar se o rompimento é verdadeiro. Mas o que são os rompimentos falsos? Eles acontecem quando o cenário não apresenta as características necessárias e quando a superação do preço em questão não leva a uma reversão de tendência.

Em casos do tipo, o aumento do preço pode estar relacionado apenas a uma aceleração da demanda. Caso o novo movimento não tenha força suficiente para se manter, a cotação do ativo ou derivativo pode retornar para a média anterior depois do rompimento.

Por isso, se quiser operar com mais confiança é importante confirmar o movimento. Isso pode ser feito com base no preço de fechamento e na análise do volume de compras. Afinal, pode acontecer de o ativo ter grande volatilidade no período, mas, ao final, fechar abaixo do topo.

Como usar o rompimento de topo a favor dos seus resultados?

Após aprender a identificar a ocorrência de um rompimento de topo é importante saber como interpretá-lo e usá-lo a favor da sua estratégia de especulação.

Na prática, tanto quem faz day trade quanto quem faz swing trade ou position, por exemplo, pode se beneficiar do fenômeno. Sua operação a partir do movimento, entretanto, depende do tipo de estratégia.

Pensando em todos esses aspectos, veja como usar o rompimento a favor da sua negociação de valores mobiliários!

Confirmação de tendência de alta

Como você viu até aqui, nem todo rompimento de topo realmente representa uma reversão de tendência. Um rompimento falso pode acontecer pelo efeito manada, motivado por alguma alteração de mercado e não se consolidar ao longo do tempo.

Por isso, conhecer o movimento é crucial para saber se o mercado mudará de direção ou não. Caso consiga confirmar que o rompimento aconteceu, significa que a resistência é o novo suporte e que os preços de negociação estarão em um novo patamar.

Para confirmar a tendência, é possível contar com a avaliação de outros padrões gráficos. A ocorrência de topos e fundos duplos e triplos, por exemplo, pode indicar uma expectativa quanto à reversão de tendência.

Abertura ou fechamento de posição

Além de reconhecer a alteração na direção do mercado, é fundamental saber como aproveitá-la em busca de mais lucros. Por meio da análise do rompimento de topo, você pode definir que é o momento de iniciar ou encerrar uma posição.

Se estiver operando comprado, o rompimento de topo pode demonstrar que se aproxima a hora de vender os ativos ou derivativos para maximizar os lucros. Se estiver operando vendido, pode ser o momento de fazer a venda descoberta, caso haja a expectativa futura de baixa.

Portanto, esse movimento é determinante para orientar a tomada de decisão em relação à especulação. Quanto mais intensa for a consolidação do rompimento, melhor tende a ser para a operação e para as chances de sucesso.

Como o movimento de consolidação de preço pode se estender por mais de um pregão e mesmo por algumas semanas, traders de diversos tipos podem aproveitar a oportunidade.

Definição do stop gain

Um rompimento de topo serve também para quem utiliza os chamados mecanismos de stop — com destaque para o stop gain. Ou seja, a ideia é estabelecer um preço que, se for atingido, leva ao fechamento de posições de maneira automática.

No caso do stop gain, a proposta é limitar parcialmente os ganhos, mas com o objetivo de garantir o aproveitamento de uma flutuação positiva, mesmo que pontual.

Mas você viu que, com a superação da resistência, atinge-se um novo patamar de preço. Assim, se o seu stop estiver posicionado na resistência original, os resultados não serão tão bons. Então, entendendo o movimento, você pode estabelecer um stop acima do topo atual.

Previsão sobre o comportamento da tendência

O rompimento de topo pode ajudar a identificar quais são os resultados potenciais em um futuro próximo. É algo que se dá pelo cruzamento entre as informações gráficas obtidas e as condições gerais do mercado.

Pense em uma empresa que anuncia o interesse de compra por outra controladora e que, por causa disso, experimenta um rompimento de topo. Avaliar tal questão permitirá entender que o mercado vê com bons olhos essa fusão e que a força compradora tende a aumentar.

Alguém que faça swing trade, por exemplo, pode escolher não aproveitar esse rompimento para fechar a posição. Em vez disso, decide esperar o anúncio formal da venda, diante da expectativa de um novo aumento. Se o cenário se concretizar, os ganhos serão maiores.

Como vimos, o rompimento de topo é um movimento que, em muitos casos, antecede uma reversão de tendência. Sabendo identificá-lo, você tem a chance de otimizar a tomada de decisão quanto à especulação e, assim, aumentar seu potencial para obter lucros!

Para conhecer outros conceitos e conferir mais informações sobre o mercado financeiro, curta nossa página no Facebook e siga nosso perfil no Instagram!

(Visited 54 times, 1 visits today)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe uma resposta


Mais Lidos

Postagens Relacionadas

Categorias

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.