No dia 29 de julho, foi apresentado o resultado Gol (GOLL4) 2T21 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Gol traz resultado trimestral fraco

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da Gol (GOLL4) foi fraco e em linha com as estimativas. Os resultados seguem pressionados devido às restrições impostas pela pandemia.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o desempenho fraco já era esperado pela equipe.

O destaque do período foi o melhor custo unitário.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações GOLL4 estavam sendo negociadas a R$ 21,90. A capitalização de mercado era de R$ 7,78 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 198,54 milhões.

GOLL4: Análise Completa e Resultados Gol 2T21

Melhor custo unitário

Conforme informa o relatório do BTG Pactual, a Gol apresentou um melhor custo unitário no 2T21.

A receita por passageiro caiu -11% na comparação de base anual. Isso é reflexo de um maior volume de oferta em relação ao 2T20.

Enquanto isso, o custo por assento caiu -46%. Nota-se que esse resultado desconsidera as despesas não recorrentes e ociosidade. A melhoria de custos reflete principalmente o aumento da utilização da aeronave em +23%.

Em relação à gestão da frota, a companhia devolveu mais de cinco aeronaves no período. Com isso, totaliza uma redução de 19 aviões desde o início da crise. A redução do número de aeronaves ajudou a reduzir os custos fixos da companhia.

Segundo a Gol, a frota operacional esperada é de 75 aeronaves para o 3T21 e de 102 para o 2S21. No 2T21, totalizou 53 aeronaves.

Redução da alavancagem líquida

De acordo com o BTG Pactual, a Gol reportou uma redução da alavancagem financeira no trimestre.

INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA

A alavancagem financeira líquida caiu para 10,1x dívida líquida/EBITDA. O resultado foi favorecido pela depreciação do dólar americano. Em relação ao caixa, totalizou R$ 1,1 bilhão contra R$ 1,3 bilhão no 1T21.

No 2T21, a aquisição da Smiles foi concluída e o empréstimo da Delta foi amortizado integralmente. O valor das iniciativas totalizou R$ 745 milhões e R$ 420 milhões, respectivamente.

A Smiles deve gerar R$ 400 milhões em sinergias anuais devido à gestão mais dinâmica da oferta de assentos dos voos. A aquisição deve unificar as iniciativas de marketing e trazer maior eficiência tributária.

Perspectivas para o 2S21

A Gol também divulgou estimativas para o 3T21 e números revisados para o 2S21.

A atualização ao investidor mostra um menor otimismo com a recuperação da indústria aérea no próximo semestre. Com a revisão para baixo do guidance para o 2S21, a equipe da Eleven espera uma reação negativa do mercado.

Por outro lado, apesar de alguns atrasos na vacinação no Brasil, a equipe do BTG Pactual espera uma recuperação constante do tráfego aéreo até o fim de 2021. A recuperação deve ser impulsionada principalmente por viagens de lazer e visitas a familiares.

Com o avanço da vacinação no país, espera-se que as viagens a negócios apresentem recuperação acentuada a partir do 1T22. Os voos de altas frequências em Brasília, Rio e São Paulo devem retornar aos níveis pré-pandemia.

Por sua vez, os voos internacionais para a América do Sul e os Estados Unidos serão retomados até o fim deste ano; os voos para o Caribe já foram retomados.

GOLL4: Análise Completa e Resultados Gol 2T21

EBITDA supera estimativas

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da Gol totalizou -R$ 592 milhões. Apesar do resultado negativo, foi melhor do que as estimativas da equipe de -R$ 708 milhões.

Com os dados de volumes divulgados mensalmente, as equipes já esperavam um resultado negativo. A queda de receita em relação ao 1T21 e um EBITDA negativo são consequências da menor diluição dos custos fixos.

Reversão do Prejuízo Líquido

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da Gol foi de R$ 658 milhões. Esse resultado representa reversão do prejuízo líquido de R$ 2 bilhões no 2T20.

O resultado positivo é decorrente do ganho cambial de R$ 1,5 bilhão. Segundo a Eleven, esse ganho é efeito da valorização do real sobre o endividamento em moeda estrangeira.

GOLL4: Análise Completa e Resultados Gol 2T21

Resultado Gol (GOLL4) 2T21: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual pontua que os números mais fracos da Gol (GOLL4) já eram esperados.

Porém, espera-se uma recuperação constante do tráfego aéreo para o final do ano. O principal risco de curto prazo são as novas variantes da Covid-19 e o principal catalisador das ações continua sendo a imunização da população.

A Gol é uma empresa exposta a reabertura econômica, com um valuation mais atraente em relação aos pares locais.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 31,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a Gol (GOLL4) está descontada, com múltiplo EV/EBITDA 2022 de 5,1x.

Contudo, o desconto é insuficiente ante os riscos do setor. Entre eles, estão os efeitos da segunda onda da Covid-19 e o desafio para recuperação do yield. Considera-se também a elevada alavancagem com comprometimento do EBITDA nos próximos anos para o pagamento de arrendamento de aeronaves.

Assim, estabelece recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 29,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado Gol (GOLL4) 2T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.