Fundo de investimento em ouro: o que é e como funciona?

Fundo de investimento em ouro: o que é e como funciona?

  • Post author:
  • Post category:blog

Você está pensando em incluir na sua carteira algum investimento atrelado ao ouro? Saiba que uma das opções para fazer isso é por meio da modalidade de fundos de investimento. Mais especificamente, um fundo de investimento em ouro.

Ele pode não ser tão conhecido quanto outros tipos de fundos, mas é uma alternativa para investidores que desejam proteger seu patrimônio das oscilações do mercado e diversificar a carteira. Que tal saber mais?

Confira este conteúdo e entenda mais sobre os fundos de investimento em ouro!

O que é um fundo de investimento em ouro?

O fundo de investimento em ouro geralmente corresponde a um fundo do tipo multimercado — que é caracterizado por poder adotar diferentes estratégias de alocação no portfólio.

No caso dos fundos de ouro, eles investem grande parte dos seus recursos (ou até mesmo todo o seu patrimônio) em ativos lastreados em ouro.

O fundo pode investir, por exemplo, em contratos futuros de ouro no mercado futuro ou em ETFs de ouro negociados no mercado financeiro — e até mesmo em cotas de outros fundos.

Como os fundos de investimento em ouro funcionam?

O funcionamento dos fundos de ouro é semelhante ao de outros fundos de investimento. Ou seja, operam sob a forma de condomínio — no qual diversos investidores investem por meio da compra de cotas.

O investidor adquire cotas do fundo, tornando-se um cotista. As decisões de alocação do patrimônio investido não são feitas por cada um, mas por um gestor profissional. Ele é o responsável por gerir os investimentos.

Cada fundo segue regras específicas em relação aos investimentos. Além do ouro, pode haver alguns fundos que atrelam sua rentabilidade também ao dólar.

Para que investir nos fundos de investimento em ouro?

Quem investe em ouro geralmente busca se proteger das oscilações do mercado, da possível desvalorização do Real ou da perda de patrimônio devido às crises financeiras.

Sendo assim, o objetivo dos fundos não costuma ser, necessariamente, obter rentabilidade. Eles têm mais uma função de proteção (hedge) em relação a outros investimentos que você possa ter na sua carteira.

Por exemplo, seus investimentos em ouro apresentam baixa correlação com a bolsa de valores. Assim, podem oferecer equilíbrio para a carteira em períodos de baixa das ações. Esse é um dos principais objetivos de se expor à variação do preço do ouro no mercado internacional.

Quais as vantagens dos fundos de ouro?

Investir em fundos de investimento em ouro tem algumas vantagens. Confira-as abaixo:

Reserva de valor

O ouro é um dos metais mais valiosos do mundo e tem um valor intrínseco. Por tal motivo, pode ser considerado uma reserva de valor, principalmente em momentos de crise — nos quais sua cotação tende a se valorizar.

Então, quando o mercado de ações se desvaloriza, o preço do ouro pode crescer. Além disso, o ouro pode ser utilizado como hedge para se proteger das variações cambiais.

Diversificação da carteira

Os fundos de ouro também podem ajudar o investidor a diversificar a carteira e manejar melhor o risco de perdas. Como você viu, pela baixa correlação com outros investimentos, é possível que o ouro seja útil para minimizar eventuais impactos ou prejuízos.

Então, é comum que investidores busquem ter um percentual do seu patrimônio atrelado ao ouro para equilibrar a carteira. Afinal, como você já sabe, esta pode ser uma estratégia eficiente em momentos de descontrole do mercado financeiro.

Facilidade para investir em ouro

Os fundos de ouro podem ser considerados uma das formas mais simples para os investidores. Isso porque a compra direta de ouro não é muito prática e apresenta custos mais altos.

A outra maneira de investir em ouro seria diretamente no mercado futuro. Mas, por sua complexidade, ele pode não ser indicado para iniciantes ou investidores conservadores.

Assim, quem gostaria de se expor à cotação do ouro pode encontrar nos fundos de ouro uma forma de realizar investimentos de maneira mais simples.

Quais as desvantagens de investir em ouro?

Até aqui você soube o que é o fundo de investimento em ouro e conheceu suas vantagens. Por outro lado, há desvantagens que precisam ser mencionadas. Confira-as a seguir:

Não é uma fonte de renda passiva

Se você deseja investir em ouro, vale a pena lembrar que, geralmente, o foco dos fundos desse tipo não é gerar renda passiva para os cotistas. O objetivo principal é permitir a diversificação e a proteção das oscilações do mercado.

Volatilidade

O preço do ouro não é sempre igual. Sua cotação pode mudar conforme eventos econômicos, que não podem ser controlados. Seu preço costuma cair quando o mercado está otimista e com os ativos valorizados. Então, tenha isso em mente ao decidir.

Quais os custos envolvidos?

Um dos aspectos que você precisa conhecer sobre os fundos de investimento em ouro é o custo deles. De modo geral, eles cobram taxa de administração — que varia conforme cada fundo.

Também é preciso se informar sobre as cobranças para realizar a compra ou a venda de cotas. Além disso, pode haver incidência do Imposto de Renda na modalidade do come-cotas.

O fundo de ouro é interessante para quem?

Você viu que os fundos de investimento em ouro podem ser interessantes para aqueles que desejam diversificar a carteira e proteger seu patrimônio – minimizando os riscos relacionados ao mercado.

Contudo, vale destacar que o ouro se trata de um ativo volátil. Logo, há riscos ao fazer investimentos atrelados a ele. E, se você é conservador, saiba que os fundos de investimento não possuem a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Assim, os fundos do tipo podem ser mais interessantes para investidores que são moderados ou arrojados. E que buscam uma estratégia de proteção contra as oscilações do mercado ou a desvalorização cambial.

Lembre-se de que eles podem não ser a melhor escolha para quem tem o objetivo de receber renda passiva no longo prazo. Para este caso, há outras modalidades de fundos que se adequem melhor.

Agora você sabe tudo o que precisa para avaliar fundos de investimento em ouro. Para saber se vale a pena ter um fundo de investimento em ouro na sua carteira, considere seu perfil de investidor, suas estratégias e seus objetivos financeiros.

Achou interessante essa modalidade de investimento? Então confira agora o que são os ETFs e descubra como investir neles!

Deixe uma resposta