Estas são as small caps do BTG Pactual para Novembro

Todos os meses, o BTG Pactual elabora uma série de Carteiras Recomendadas, reunindo sugestões de ativos para o período, a partir das análises financeiras e econômicas de sua equipe especializada. Esta é a Carteira Recomendada de Small Caps do BTG Pactual para Novembro de 2020.

Visão Geral

A equipe de análise do BTG Pactual considera que Novembro deve ser um mês em que as ações apresentarão alta volatilidade, em razão das eleições presidenciais nos EUA e da segunda onda de Covid-19 na Europa, além das eleições municipais no Brasil.

Ao mesmo tempo, os analistas também destacam que, embora haja valuations mais atraentes, o avanço do Ibovespa (IBOV) está sendo prejudicado por um clima de incerteza em relação à situação fiscal e à recuperação econômica do país.

Para o mês de Novembro/2020, o BTG Pactual recomenda uma carteira com 5 small caps, distribuída da seguinte maneira:

  • Randon (RAPT4) – 20%
  • Oi S.A. (OIBR3) – 20%
  • Locaweb (LWSA3) – 20%
  • Omega Geração (OMGE3) – 20%
  • Hidrovias do Brasil (HBSA3) – 20%

Em relação à carteira de Outubro/2020, houve três saídas: Lojas Quero-Quero (LJQQ3), Duratex (DTEX3) e Movida (MOVI3).

Características

Segundo os analistas do BTG Pactual, o desempenho da Carteira Recomendada de Small Caps apresentou alta de +3,6% em outubro, em relação a queda de 0,7% do IBOV.

Em 2020, a BTG SMALL acumulou até o momento rentabilidade de +13,2%, em relação a -18,8% do IBOV.

Desde julho de 2010, a BTG SMLL registrou rentabilidade acumulada de +1.570,3%, em relação a +54,1% do IBOV.

Randon (RAPT4)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Random (RAPT4) vem apresentando recuperação mais clara nas vendas, e existem expectativas positivas  quanto à incorporação da Nakata pela sua subsidiária Fras-le.

Além disso, em médio a longo prazo, a empresa deve colher benefícios de seus esforços com inovação, considerando seu portfólio atual de 29 soluções inovadoras a serem desenvolvidas.

O banco aponta um valuation atraente, com relação Preço / Lucro estimada para 2021 em 11,2x.

Oi S.A. (OIBR3)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Oi S.A. (OIBR3) tornou-se um investimento menos arriscado com a aprovação de seu plano revisado, que autoriza a venda de ativos, possibilitando levantar até R$ 24 bilhões em caixa.

O plano de recuperação está sendo devidamente executado, e um dos ativos que vai ser vendido é a InfraCo, empresa de fibra da Oi, em operação cujo processo de due diligence deve terminar ainda neste mês.

O banco indica preço-alvo de R$ 2,80 por ação, com potencial de valorização de 81%.

Locaweb (LWSA3)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Locaweb (LWSA3) apresenta uma posição única em seu mercado, tem uma gestão de alto nível e oferece ao investidor exposição a e-commerce e serviços digitais.

A expectativa é de um resultado forte no terceiro trimestre, como consequência do momento favorável para o e-commerce, com estimativas de que o número de lojas que usam a plataforma de comércio digital da empresa tenha quase dobrado em 2020. Além disso, a empresa realizou 3 aquisições de negócios em 40 dias.

O banco indica preço-alvo de R$ 90,00 por ação.

Omega Geração (OMGE3)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Omega Geração (OMGE3) realizou, recentemente, um levantamento de caixa por meio de aumento de capital, o que garante uma posição favorável para aproveitar oportunidades de crescimento em curto prazo.

O portfólio eólico da empresa apresentou bom desempenho na geração de energia durante o terceiro trimestre, e a expectativa é por resultados sólidos referentes a este período.

Hidrovias do Brasil (HBSA3)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Hidrovias do Brasil (HBSA3) possui fundamentos atrativos, vantagens competitivas importantes e um posicionamento de mercado forte.

A empresa apresenta cinco pontos fortes principais. O primeiro, modelo de negócio resiliente, baseado em contratos take-or-pay, que obrigam o comprador a pagar, de longo prazo. O segundo, localização estratégia para atender a maior “fronteira de crescimento” de grãos do mundo. O terceiro, uma base de ativos altamente customizada, com eficiência acima da média. O quarto, uma equipe de gestão experiente, com o apoio de patrocinadores de classe mundial. Finalmente, o quinto ponto forte, um perfil financeiro robusto.

O banco aponta um valuation atraente, com relação Preço / Lucro estimada para 2021 em 12,1x, em relação aos principais pares, que apresentam relação média de 20,5x.

 

Estes são os ativos da Carteira Recomendada de Small Caps do BTG Pactual para Novembro de 2020. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso às carteiras recomendadas mensais para small caps.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatório preparado pelo Banco BTG Pactual S.A. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.