Carteira semanal do BTG indica três novos títulos
Carteira semanal da BTG indica três novos títulos

Carteira semanal do BTG indica três novos títulos

  • Post author:
  • Post category:blog

O BTG Pactual apresenta uma carteira semanal utilizada para analisar as quedas e altas dos títulos. Por conseguinte, quatro dos cinco papéis elencados na carteira do BTG Pactual da semana passada apresentaram queda considerável em seus títulos. São eles: BEEF3 (Minerva – 5,93%), HAPV3 (Hapvida -2,08%), RAIL3 (Rumo – 5,24) e TOTS3 (Totvs – 7,62). Depois disso, três deles foram substituídos pelas empresas Equatorial (EQTL3), a Magazine (MGLU3) e a Weg (WEGE3).

As ações acompanharam o desempenho negativo da Ibovespa que foi de -2,83, o que impactou diretamente na performance da carteira do BTG Pactual, que ficou em -2,02. O movimento instável da Bolsa ainda preocupa investidores que fogem dos títulos mais vulneráveis.

Mas a análise realizada por especialistas no mercado não considera apenas um momento de queda. Um gráfico demonstrando a escalada de cada título, além do volume de vendas e dos movimentos de retomada e valorização dos papéis, entre outros, entram na projeção. A partir disso, o BTG divulga uma carteira semanal com indicações de títulos promissores.

A cada semana, títulos são incluídos ou retirados da lista que, de alguma forma, influencia tanto o novo investidor como aquele mais experiente. Os percentuais de valorização ou queda são auferidos com base dos preços de abertura do primeiro pregão da semana.

Carteira semanal: novos papéis

Apesar de a pandemia ter afetado em cheio o varejo, a Magazine continua surpreendendo. Com uma possibilidade real de alta a médio e longo prazo, a rede tem atuado fortemente no formato online, inaugurando um novo período no mercado.

Esse movimento tem gerado um volume considerável de compras, o que influencia diretamente no valor do seu papel. Especialistas acreditam que esses papéis podem, inclusive, romper a faixa história do seu valor (R$72,00), por meio do seu acumulado, podendo até romper esse limite, com uma projeção de R$75,80.

A tendência de alta no longo e médio prazo também foi a justificativa de analistas do BTG para a inclusão da Equatorial no portfólio da investidora. Isso porque ela formou um “pivot” num curto espaço de tempo recuperando o seu valor. A EQTL3 retomou a operação em seu valor médio e tende a romper essa barreira, chegando a R$24,75.

Em suma, dentre as novas apostas da carteira do BTG Pontual, a Weg (WEGE3) despontou como aquela que, no momento, apresenta um pouco mais de segurança. Isso porque ela se mantém em alta por um tempo maior que as demais. Além disso, ela já conseguiu romper seu valor máximo com um volume crescente de vendas e segue em um movimento de alta.

Títulos que permanecem 

Depois de um período razoável de estabilidade gráfica, as ações da B3SA3 passaram por um tremor em dias de baixa. Ainda assim, analistas do BTG Pactual apostam na sua retomada e no rompimento da barreira histórica.

Para eles, a baixa não passou de uma correção necessária para um ajuste de valorização maior e mais longo.  Essa oscilação já foi sentida quando ocorreu a alta dos seus papéis. Na última semana, eles apresentaram na um rendimento de 4,50%, mesmo com um resultado negativo da Ibovespa, e a consequente, queda das ações de quatro dos cinco títulos sugeridos pelo BTG anteriormente.

A Hapvida, por sua vez permaneceu no ranking do banco de investimento, mesmo tendo apresentado uma queda de 2,08%. Segundo analistas, a HAPV3 realizou uma movimentação importante no pregão, quando recuperou espaço ao longo do dia. Por esse motivo, os títulos continuaram no portfólio.

Assim, a permanência da empresa na carteira do BTG e traduz em uma aposta balizada num um possível crescimento do volume de vendas nas próximas semanas. Esses títulos se colocam como uma tendência de alta, mesmo diante da atual dificuldade do setor de saúde.

Deixe uma resposta