Horário das 8:30-19:00
atendimento@renovainvest.com.br
11-3192-3882

Single Blog Title

This is a single blog caption
fundo de investimentos

Carteira recomendada de Fundos Imobiliários BTG – Junho 2020

//
Posted By
/
Comentário0
/
Categories

Desde sempre, o investimento em imóveis sempre foi o sonho de muitos, inclusive e principalmente, de investidores. Atualmente, existem possibilidades bem vantajosas de se investir em Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs). Isso porque eles possuem um patrimônio dividido em cotas, que representam pequenas partes do imóvel contratado. E a grande maioria dos Fundos não cobra taxa de corretagem, apenas um valor pela gestão.

Nesse contexto, a Carteira de Fundos de investimento diz respeito às dez melhores oportunidades para investimento, visto que esse tipo de ativo atua em alto risco, em razão da liquidez, taxa de inadimplência, valor de empreendimento (que pode ficar defasado), entre outros.

Para ajudar o investidor, bancos, casas de crédito e analistas indicam, periodicamente, em uma lista, os Fundos de investimento com melhor performance e possibilidade de valorização a curto prazo. Para o mês de junho, a BTG Pactual decidiu por manter os mesmo ativos recomendados em maio.

Cenário favorável

Ajudados por um cenário político um pouco mais estável, uma vez que a possibilidade do impeachment do atual presidente brasileiro ficou para trás, os ativos dos fundos imobiliários ganharam um respiro.

Mas esse não foi o único aspecto que contribuiu para uma visão positiva do setor. A redução da taxa Selic para 3,0% ao ano superou as expectativas do mercado. Além disso, o Copom já dá sinais de que haverá novo corte programado para junho. Com esse estímulo e uma estabilização dos casos da pandemia ao redor do mundo, os fundos apresentam uma perspectiva positiva do cenário pós-crise.

Somado a isso, a Ibovespa teve um desempenho inesperado ainda em maio, com alta de 8,6%, o que puxou o índice dos Fundos de Investimentos Imobiliários (Ifix) para um crescimento de 2,1%, puxados por, pelos menos dois dos ativos presentes na carta de recomendação da BTG, a KNRI11 e HFOF11 com retornos de 8,9% e 11,4%, respectivamente.

Carteira BTG de junho

A alta não ficou somente na Bolsa de Valores. Impulsionado principalmente por ativos do setor imobiliário, a RBR High Grade (RBRR11) encerrou maio com 5,9% de alta. Já a FII BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCR11) obteve um resultado positivo em 1,3% ao mês. A primeira beneficiada pela amortização dos seus papeis e pagamento dos juros, além de uma taxa de remuneração dos seus CRIs acima da média.

A segunda apresenta uma liquidez preservada em virtude do carrego do caixa, da redução expressiva do CDI e dos índices de inflação favoráveis, sem risco de inadimplência, até o momento, em nenhum papel da carteira.

 

FundoPesoCaracterísticasPVPAP/VPAPerformanceDividend Yield
Código(%)GestoraSegmentoR$/CotaR$/Cota(%)1M (%)12M (%)Anualizado (%)Forward (%)
XPML117,50%XP AssetShopping Centers96,3108,688,70%2,20%-5,60%0,00%4,20%
HSML117,50%HISShopping Centers83,29686,60%-0,10%2,60%5,20%
RBRR1112,50%RBR AssetRecebíveis9597,597,40%5,90%-2,90%6,90%6,90%
BTCR1112,50%BTG PactualRecebíveis84,897,287,30%1,30%-9,80%5,70%7,80%
XPLG1110,00%XP AssetGalpões Logísticos115109,3105,20%3,80%26,50%5,60%6,60%
RBRP1115,00%RBR AssetHíbrido77,783,792,80%0,90%-8,80%6,20%7,70%
BRCR1115,00%BTG PactualLajes Corporativas90,6109,682,70%-1,40%6,30%5,70%6,20%
TEPP1110,00%TellusLajes Corporativas86,296,689,20%-4,80%7,00%7,80%
RCRB115,00%Rio BravoLajes Corporativas170198,285,80%3,20%3,00%5,30%4,80%
BCFF115,00%BTG PactualFundo de Fundos84,181103,80%-0,80%16,60%5,70%5,70%
Total100%94103,291,10%5,40%6,60%

Cumprindo seu perfil diversificado carteira da BTG Pactual também apresentou ativos do segmento logístico no seu portfólio. A exemplo da XP Log FII, que fechou o mês com alta de 3,8%, em razão, principalmente, da oferta pública das cotas destinadas apenas a investidores profissionais, com o objetivo de captação total de R$ 500 milhões.
Outro papel do setor que também registrou crescimento de 0,9%, foi o da FII RBR Properties (RBRP11). Ele vem adotando uma estratégia flexível de investimento, com alocações em ativos físicos e via FIIs, aproveitando algumas das oportunidades originadas por esse cenário de baixa do mercado. Além do papel da Rio Bravo Renda Corporativa FII (RCRB11) que pontuou 3,2% de alta no mês.

Ativos com queda

Mas nem tudo foi flores, ou melhor, nem todos os ativos da carteira BTG apresentaram alta no mês de maio. As lajes corporativas BC Fund (BRCR11) e Tellus Properties FII (TEPP11), apresentaram queda de 1,4% e 4,8 respectivamente. O motivo mais evidente foi uma proposta de emissão de cotas de follow-on pela BC Fund.
Já a Tellus Properties segue em negociação com os locatários dos imóveis para eventuais flexibilizações no fluxo de locações, já com o sucesso de postergação de aluguel de dois inquilinos que, juntos, somam 4,2% da receita. A proposta é que os custos sejam reduzidos e, com isso, os ativos se tornem mais atrativos.
Outro fundo que seguiu essa tendência foi o HSI Malls FII (HSML11), com leve queda de 0,1% em maio, depois da aprovação do Metrô de São Paulo, que já fechou a venda da concessão do Shopping Metrô Tucuruvi. Mesmo com o shopping fechado em razão da quarentena, o fundo tem caixa livre de aproximadamente R$ 80 milhões.
A tendência não foi seguida por outro grande fundo do segmento de shopping. O XP Malls FII (XPML11) que fechou o mês com alta de 2,2%. Isso se deve à decisão do fundo de não distribuir rendimentos até que ocorra o reinício das operações dos shopping centers.
Esses papéis, alguns com mais, outros com menos dificuldade de sobreviver à pandemia do Corona vírus, compõem a Carteira de Fundos de Investimento Imobiliários, que se manteve igual ao do mês de maio.

Leave a Reply

[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name='SIGNUP_BODY']
[name='SIGNUP_BODY']