Todos os meses, o BTG Pactual elabora uma série de Carteiras Recomendadas, reunindo sugestões de ativos para o período, a partir das análises financeiras e econômicas de sua equipe especializada. Esta é a Carteira Recomendada de BDRs do BTG Pactual para Novembro de 2021.

Visão Geral

A equipe de análise do BTG Pactual considera que o cenário global recente foi marcado principalmente pela alta da inflação e pela situação da China.

A alta da inflação foi puxada pelo preço das commodities. A escassez de carvão e gás natural impulsionou a cotação desses itens no mercado internacional e, por efeito substituição, também levou o preço do barril de petróleo Brent acima de US$ 80.

Com a alta da inflação, é possível que haja uma mudança na política monetária dos Bancos Centrais.

A situação da China envolve preocupações com o mercado imobiliário. Estão sendo observadas quedas nas vendas de imóveis e nos preços de novos empreendimentos.

Ao mesmo tempo, a desaceleração econômica não está sendo combatida pelo governo com a mesma preocupação vista em ocasiões anteriores. Ainda não foi lançado nenhum estímulo significativo.

Para o mês de Novembro/2021, o BTG Pactual recomenda uma carteira com 10 BDRs, distribuída da seguinte maneira:

  • Apple (AAPL34) – 10%
  • Disney (DISB34) – 10%
  • Facebook (FBOK34) – 10%
  • JP Morgan (JPMC34) – 10%
  • McDonald’s (MCDC34) – 10%
  • Netflix (NFLX34) – 10%
  • Chevron (CHVX34) – 10%
  • Starbucks (SBUB34) – 10%
  • Uber (U1BE34) – 10%
  • Coca-Cola (COCA34) – 10%

Em relação à carteira de Outubro/2020, houve 1 saída: Micro Technology (MUTC34).

Desempenho

Segundo os analistas do BTG Pactual, a Carteira Recomendada de BDRs apresentou em Outubro desempenho com alta de +6,2%, contra queda de -6,7% do IBOV e alta de +11,2% do BDRX.

Nesse período, o dólar teve valorização de +3,4% em relação ao real.

carteira recomendada de BDRs

Coca-Cola (COCA34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Coca-Cola (COCA34) se destaca como líder global na fabricação e comercialização de bebidas não alcoólicas. Ela opera em três segmentos: refrigerantes e sodas, sucos e bebidas nutritivas, e bebidas esportivas, cafés e chás.

INVISTA EM AÇÕES COM A PLANILHA DE ANÁLISE FUNDAMENTALISTA

Seu faturamento médio anual é de US$ 38 bilhões, e um terço desse valor é gerado na América do Norte. Enquanto isso, Europa, Oriente Médio e África responderam por 35% do lucro operacional nos últimos nove meses.

O setor de alimentos é considerado mais defensivo diante do cenário global de inflação elevada. Devido à essencialidade dos produtos e ao apelo das marcas, o repasse dos aumentos de custos ao consumidor é facilitado.

Recentemente, a empresa apresentou resultados do 3T21, revelando números fortes. Foi vendido um elevado volume de bebidas, acima dos níveis pré-pandemia. Além disso, os aumentos de preços implementados nos últimos meses compensaram a pressão dos custos.

No acumulado do ano até setembro, a empresa teve aumento de quase +50% no Fluxo de Caixa ao Acionista, em comparação com o mesmo período de 2020. A diretoria também aumentou a indicação do lucro líquido para 2021, com base na demanda gerada pela reabertura.

O bom momento é explicado pelo enfraquecimento da pandemia, associado a um aumento agressivo do orçamento de marketing, que dobrou em relação ao ano passado. Assim, a empresa espera um crescimento de +15% a +17% no lucro por ação neste ano.

Apple (AAPL34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Apple (AAPL34) apresentou seus resultados do 4T do ano fiscal de 2021 no final de outubro. Os números estiveram um pouco abaixo das expectativas, especialmente na receita.

Houve um impacto negativo de US$ 6 bilhões em vendas não realizadas devido a problemas na cadeia de suprimento de componentes. Segundo Tim Cook, CEO, o impacto deve ser ainda maior no trimestre atual.

A empresa sofreu com paradas na produção no Sudeste Asiático, causadas pela pandemia. A situação nas fábricas já teve uma melhora significativa, mas a falta de chips se agravou e está prejudicando quase toda a linha de produtos.

As receitas com vendas de iPhone tiveram alta, mas ficaram abaixo das expectativas. O segmento de acessórios também decepcionou. Enquanto isso, iPads e Macs atingiram vendas um pouco acima do esperado, assim como o segmento de serviços.

Em relação ao lucro, esse foi o primeiro trimestre desde Abril de 2016 em que a empresa não supera as expectativas. O CEO afirmou que espera um crescimento sólido de demanda no trimestre corrente, embora com uma perda maior na receita.

Nos últimos 12 meses, a empresa destinou US$ 100 bilhões para recompra de ações e distribuição de dividendos. Foram US$ 23,4 bilhões no trimestre.

Chevron (CHVX34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Chevron (CHVX34) divulgou no final de outubro seu melhor resultado trimestral desde 2013. O lucro por ação ficou +34% acima das expectativas e a receita líquida cresceu +80% em relação ao mesmo período de 2020.

Os resultados recordes foram fruto de dois fatores. O primeiro foram as iniciativas para aumentar a eficiência operacional e os programas para reduzir custos. O segundo foi a forte alta do preço do barril de petróleo, que ficou em +90% nos EA.

A produção consolidada teve crescimento de 7% na comparação de base anual. Assim, a empresa registrou o maior fluxo de caixa de sua história. Isso possibilitu a distribuição de US$ 2,6 bilhões em dividendos e a recompra de US$ 625 milhões em ações no trimestre.

Disney (DISB34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Disney (DISB34) comemorou 50 anos do Walt Disney World, seu conglomerado de parques temáticos em Orlando – EUA, no dia 01 de Outubro.

A fase de celebração vai durar um ano e meio e abrange os quatro parques da localidade. Serão desenvolvidas novas atrações, projetos de merchandise e eventos especiais.

Também em outubro, a empresa anunciou que várias sequências de filmes dos estúdios Marvel terão seu lançamento atrasado, assim como a nova sequência da franquia Indiana Jones, que ficará para 2023.

Facebook (FBOK34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, o Facebook (FBOK34) já reportou seus resultados do 3T21 e realizou vários anúncios.

Seus resultados trouxeram receita líquida abaixo das expectativas, mas lucro líquido por ação acima do projetado. Outro número importante é a média de usuários mensais, que também ficou aquém do consenso. Para o 4T21, a empresa apresentou um guidance mais modesto do que as expectativas.

Foi anunciado o aumento do programa de recompra de ações. Também houve o anúncio de que a apresentação de resultados da unidade Facebook Reality Labs, que produz hardware para realidade virtual e realidade virtual, passará a ser realizada em separado.

Mark Zuckerberg, fundador e CEO, afirmou que a empresa será conhecida no futuro como um negócio de metaverso. Foi anunciada a mudança de nome, para Meta, e um novo logotipo.

Segundo o CEO, o metaverso deve alcançar 1 bilhão de pessoas na próxima década. Além disso, vai sustentar centenas de bilhões de dólares em comércio digital e fornecer emprego para milhões de desenvolvedores e originadores.

Críticos afirmam que essa manobra é uma tentativa de encobrir a crise de imagem da empresa, que foi agravada por denúncias recentes. As denúncias referem-se a ausência de medidas contra disseminação de conteúdo de ódio nas redes sociais da empresa e, também, ao baixo investimento em segurança e privacidade dos usuários.

JP Morgan Chase (JPMC34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a JP Morgan Chase (JPMC34) anunciou em outubro seus resultados do 3T21. A receita líquida e o lucro líquido por ação superaram as expectativas. O lucro líquido teve alta de +24% em relação ao 3T20.

Os números refletem positivamente a liberação de provisões para créditos duvidosos. Segundo o comunicado da empresa, essa liberação foi possível graças à melhora contínua do cenário econômico global.

Houve também um aumento de mais de +50% nas comissões com M&As e IPOs, o que beneficiou a divisão de investment banking. Enquanto isso, a divisão de asset & wealth management teve alta de +21% na receita. Finalmente, na divisão de trading, a receita de comissões em renda fixa caiu, mas foi compensada pelo crescimento em equity trading.

McDonald’s (MCDC34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, o McDonald’s (MCDC34) divulgou resultados fortes e acima das expectativas no 3T21. A rede de fast food foi beneficiada pela diminuição das restrições de mobilidade, pela realização de inovações no cardápio e pelo aumento dos preços.

As vendas nas mesmas lojas – SSS apresentaram crescimento em ritmo maior do que a concorrência, na comparação de base bianual, isto é, em comparação com o 3T19. A receita líquida e o lucro por ação (ajustado por itens não recorrentes) também cresceram.

Nas vendas, os destaques positivos foram EUA e Reino Unido. Já na Austrália e na China, os números foram impactados negativamente por novas ondas de Covid-19, com a retomada de restrições.

Outro fator importante foi o lançamento do programa de fidelidade nos EUA para alavancar vendas online. Dessa forma, os pedidos de refeição realizados pela internet foram maiores do que o consumo presencial. Enquanto isso, promoções com famosos, como a banda coreana BTS, também impulsionaram as vendas nas lojas.

Netflix (NFLX34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Netflix (NFLX34) apresentou resultados muito superiores às expectativas para o 3T21. Foram adicionados 4,4 milhões de novos assinantes à base da empresa. A receita líquida esteve alinhada com a projeção, mas o lucro líquido por ação ficou significativamente acima do esperado.

No terceiro trimestre foram compensados os atrasos de lançamentos de novas séries e filmes que ocorreram no começo do ano, devido à pandemia. Squid Game foi a série mais vista de todos os tempo, considerando as quatro semanas após o lançamento. Segundo a empresa, roupas e artigos ligados à série devem chegar às lojas em breve.

No 4T, a empresa espera expandir sua base de assinantes em mais 8,5 milhões. Além disso, para 2022, deve haver um cronograma de lançamentos mais normalizado.

A empresa também anunciou a divulgação de um novo indicador: total de horas assistidas. Ele substitui o indicador de total de assinantes que assistiram até 2 minutos.

A estratégia continua sendo aumentar a atenção dos assinantes. Quando Facebook, Instagram e Whatsapp saíram do ar, em 04 de outubro, houve um aumento de +14% nas horas assistidas.

Para completar, começaram os testes da linha de videogames em alguns países, mas a empresa afirmou que é muito cedo para a iniciativa.

Starbucks (SBUB4)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Starbucks (SBUB34) anunciou em outubro seus resultados do quarto trimestre do ano fiscal de 2021. O lucro líquido acompanhou as projeções, mas a receita líquida ficou um pouco abaixo do esperado.

As vendas nas mesmas lojas – SSS nos EUA foram o destaque positivo. Houve um crescimento de +22% em relação ao mesmo período de 2020, e de +11% em relação a 2019.

Enquanto isso, na China, o segundo maior mercado da empresa, as vendas nas mesmas lojas desapontaram. Houve uma queda de -7% na comparação de base anual. Assim, o resultado ficou abaixo do guidance, que era apenas de estabilidade. Esse número é resultado do ressurgimento da Covid-19 em algumas regiões do país.

Em nível global, as vendas nas mesmas lojas tiveram alta de +17% na comparação anual, ficando um pouco abaixo do esperado. Além disso, foram abertas 538 novas lojas no trimestre, já considerando os fechamentos.

A empresa se comprometeu a dedicar US$ 20 bilhões para recompra de ações e distribuição de dividendos ao longo dos próximos três anos. No último ano fiscal, a empresa não recomprou ações. A distribuição de dividendos ficou em US$ 2,1 bilhões, uma alta de +10% em relação ao ano anterior.

Ao apresentar os resultados, a empresa também forneceu o guidance para o próximo período. A previsão é de crescimento em SSS um pouco abaixo de +10%. Em receita líquida, no próximo ano, o valor deve ficar entre US$ 32,5 bilhões e US$ 33 bilhões.

A margem operacional consolidada deve ficar em 17%, refletindo aumento de despesas trabalhistas, pressões inflacionárias e investimentos. Porém, em 2023, a margem deve voltar para a meta de longo prazo, entre 18% e 19%.

Para completar, em 2022 devem ser abertas 2 mil novas lojas, uma expansão mais significativa do que visto neste ano.

Uber (U1BE34)

De acordo com a equipe de análise do BTG Pactual, a Uber (U1BE34) celebrou em Paris a extensão de seu acordo com o Carrefour para realizar entregas de compras online.

Foi lançado um novo serviço de entrega rápida, que deve levar as compras aos usuários na cidade em 15 minutos. As mercadorias vão sair de lojas escuras, pontos fechados aos consumidores, onde funcionários preparam os pedidos para entrega. São nove lojas escuras.

A operação é coordenada pelo Cajoo, startup especializada nesses pontos. O Carrefour adquiriu participação minoritária no Cajoo no começo do ano.

Também em outubro, a Uber Technologies firmou uma nova parceria com a locadora de veículos Hertz, nos EUA. Serão oferecidos contratos de aluguel de 50 mil veículos Tesla aos motoristas da Uber. O projeto entra em vigor em todo o país em 2023, mas, a partir de novembro, já estará disponível para motoristas em quatro localidades importantes.

Essa parceria acompanha o comunicado da Hertz sobre a compra de 100 mil carros Tesla até o final de 2022. Assim, a metade dessa frota será destinada ao acordo com a Uber.

A parceria também está alinhada com a meta da empresa de transporte, que quer expandir a quantidade de veículos elétricos atuando em sua plataforma. Foi anunciado recentemente que, a partir de 2030, serão oferecidas apenas corridas com veículos elétricos nos EUA, Canadá e Europa. Para o restante do mundo, o prazo é 2040.

 

Estes são os ativos da Carteira Recomendada de BDRs do BTG Pactual para Novembro de 2021. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso às carteiras recomendadas mensais para BDRs.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatório preparado pelo Banco BTG Pactual S.A. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.