No dia 09 de novembro, foi apresentado o resultado Banco do Brasil  (BBAS3) 3T21 e a equipe de Equity Research do BTG Pactual já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Banco do Brasil supera estimativas de analistas no 3T21

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho do Banco do Brasil  (BBAS3) foi positivo. O banco apresentou resultados acima do projetado pelos analistas.

O destaque do período foi a margem financeira total.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações BBAS3 estavam sendo negociadas a R$ 29,50. A capitalização de mercado era de R$ 84,11 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 525,97 milhões.

BBAS3
BBAS3 – stock performance

Índice de cobertura da carteira elevado

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o índice de inadimplência em 90 dias do banco permaneceu estável no patamar de 1,82%. Essa taxa é inferior à média do mercado, que está no patamar de 2,30%.

Segundo o relatório do BTG, apesar da taxa de inadimplência confortável, as provisões brutas aumentaram +43% em relação ao 2T21 e ficaram +4% acima do projetado pelos analistas. Como resultado, o banco provisionou mais do que o novos inadimplentes e atingiu uma elevada taxa de cobertura de 323%.

Conforme informa o release do banco, o índice de cobertura está acima da média do mercado, no patamar de 256,5%. Além disso, também está acima do índice reportado em setembro de 2020, de 270,8%.

Margem Financeira é o destaque positivo do trimestre

A equipe de analistas do BTG Pactual, enxerga a margem financeira total como o principal destaque positivo do trimestre. O indicador é o resultado da diferença entre os juros cobrados em operações de crédito e os juros pagos ao cliente poupador.

Conforme informa o relatório do BTG Pactual, a margem financeira apresentou alta de +10% na comparação de base trimestral e alta de +15% na comparação de base anual. O resultado ainda ficou +8% acima do estimado pelos dos analistas.

Segundo os analistas do BTG, são três os motivos para o resultado ter ficado acima do consenso. O primeiro deles é o crescimento da carteira de crédito, com alta de +12% em relação ao mesmo período de 2020. O segundo é a recuperação de empréstimos, que apresentou alta de +17% em relação ao trimestre anterior.

Por fim, de acordo com o relatório do BTG, os surpreendentes ganhos com tesouraria impulsionaram a margem financeira total. A tesouraria apresentou alta de +65% em relação ao 2T21 e alta de +88% em relação ao mesmo período de 2020.

Investir em empresas estrangeiras não precisa ser difícil!

Baixe nosso e-book e saiba como ser sócio das gigantes internacionais: Amazon, Google, Apple, Facebook, entre outras!




Receita de serviços e comissões segue tendência do mercado

De acordo com o relatório do BTG Pactual, as receitas de serviços e comissões surpreenderam positivamente o mercado, assim como foi observado nos demais bancos. O segmento de gestão de ativos e consórcio foram os principais destaques.

A equipe de análise do BTG também destaca o desempenho proveniente de outras subsidiárias, como Cielo e BB Seguridade. As receitas de seguros, previdências e capitalização apresentaram alta de +6% na comparação de base anual. Já a receita de subsidiárias apresentou alta de +2% em relação ao 3T20.

Lucro Líquido supera as expectativas do mercado

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido do Banco do Brasil  no terceiro trimestre foi de R$ 5,1 bilhões. Esse resultado representa alta de +2% em relação ao trimestre anterior e alta de +48% em relação ao mesmo período de 2020.

De acordo com o relatório do BTG Pactual, com esse lucro líquido mais forte e +11% acima do consenso, o BB aumentou a sua projeção de lucro líquido para 2021. A projeção anterior era de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões. Agora, passa a ser de R$ 19 bilhões a R$ 21 bilhões.

BBAS3
BBAS3 – relatório BTG Pactual

Resultado Banco do Brasil  (BBAS3) 3T21: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que o Banco do Brasil  (BBAS3) apresentou bons resultados no trimestre. Porém, há muito tempo enxergam uma armadilha de valor para a ação, devido ao seu preço muito baixo, e questionam-se: “quão barato pode ficar para que os investidores se importem?”.

Assim, estabelece recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 39,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research do BTG Pactual sobre o resultado Banco do Brasil  (BBAS3) 3T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.