Análise Completa: Resultado Ultrapar (UGPR3) para o 3T20
Análise Completa: Resultado Ultrapar (UGPR3) para o 3T20

Análise Completa: Resultado Ultrapar (UGPR3) para o 3T20

A Ultrapar (UGPR3) divulgou seus resultados do 3T20 e as equipes de Equity Research da Eleven e do BTG Pactual já apresentaram suas análises dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Ultrapar (UGPR3) sinaliza recuperação rápida

De acordo com o relatório da Eleven, o resultado da Ultrapar (UGPA3) para o terceiro trimestre foi positivo e superou estimativas.

O relatório do BTG Pactual comenta que, após o 2T20, um dos piores 2T nos últimos dez anos, a empresa foi capaz de entregar um conjunto de resultados fortes no 3T20.

Ambos destacam o papel central da Ipiranga para apoiar a recuperação da empresa.

A Ultrapar (UGPA3)  teve lucro líquido de R$ 277,3 milhões, com queda de -9,8% em relação ao 3T19, mas aumento de +454,3% em relação ao 2T20.

Análise Completa: Resultado Ultrapar (UGPR3) para o 3T20

Desempenho da Ipiranga é destaque

Conforme o relatório da Eleven, a Ipiranga apresentou queda de -11% no volume vendido em relação ao 3T19, mas aumento de +20% em relação ao 2T20, graças à retomada gradual da economia e da mobilidade.

Outro destaque da divisão foi o EBITDA, de R$ 566 milhões, com queda de -17% na base anual, mas aumento de +217% na base trimestral. Esse número foi possível graças à diluição de custos fixos e recuperação de estoque, após os aumentos nos preços dos combustíveis pela Petrobras.

Conforme o relatório do BTG Pactual, as vendas de setembro indicam que a demanda por combustível está sendo retomada e deve logo retornar ao patamar pré-pandemia. Agora, a questão é se o modelo de revenda da Ipiranga está pronto para gerar mais crescimento a partir deste patamar.

A base de revenda permanece em cerca de 7.100 postos há mais de um ano, e o modelo de lojas de conveniência está passando por uma remodelação massiva, que envolveu o fechamento de 24% dos estabelecimentos.

Análise Completa: Resultado Ultrapar (UGPR3) para o 3T20

Oxiteno também chama atenção

Outra divisão da Ultrapar (UGPA3) mencionada nos relatórios da Eleven e do BTG Pactual é a Oxiteno.

De acordo com a Eleven, o ponto alto foi o volume de especialidades químicas, que apresentou alta de +8% em relação ao 3T19. Os motivos são a maior demanda por produtos de higiene e beleza e o ramp-up da nova planta nos EUA.

Já o BTG Pactual comenta que a Oxiteno apresentou uma margem de EBITDA forte, com alta de +49% em relação ao 3T19. Ela foi beneficiada, entre outros fatores, pela desvalorização do Real no período.

Recomendação da Eleven

O relatório da Eleven reafirma uma perspectiva positiva para a Ultrapar (UGPA3) , com a expectativa de aumento gradativo na mobilidade e de que o câmbio continue favorecendo as margens da Oxiteno.

Assim, apresenta recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 21,00.

Recomendação do BTG Pactual

O relatório do BTG Pactual aponta que os resultados do 3T20 reforçam a tese de que a Ultrapar (UGPA3) conta com um portfólio de negócios bem equilibrado, e que a Ipiranga deve continuar apresentando uma recuperação rápida de suas margens.

Assim, apresenta recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 21,00.

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven e do BTG Pactual para os resultados da Ultrapar (UGPA3)  para o 3T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

 

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatório preparado pela Eleven e pelo Banco BTG Pactual S.A. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.