Análise Completa: Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20
Análise Completa: Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20

Análise Completa: Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20

No dia 08 de fevereiro de 2021, foi apresentado o resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Preços mais altos, lucros maiores

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho do São Martinho (SMTO3) foi muito melhor do que o esperado ao longo de 2020 devido ao aumento de preços do açúcar e etanol.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o bom desempenho se deve ao cenário de preços robustos, em especial no mercado de açúcar.

O destaque do período foi a alta de preços do açúcar e etanol.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações SMTO3 estavam sendo negociadas a R$ 33,40. A capitalização de mercado era de R$ 11,55 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 35,38 milhões.

Preços de açúcar e etanol superam expectativas

De acordo com o BTG Pactual, os preços do açúcar e etanol acabaram tendo um desempenho muito melhor do que o esperado ao longo de 2020.

Segundo a Eleven, houve uma forte escalada dos preços internacionais do açúcar, e os principais motivos foram: i) a menor expectativa de moagem de cana na safra brasileira; ii) a queda da produção da Tailândia, por impactos climáticos (seca), e o corte de produção na Europa, que reduziram a oferta internacional; e iii) a alta demanda, principalmente na Ásia.

A alta do preço internacional do açúcar fez a São Martinho (SMTO3) garantir hedges muito favoráveis, que impulsionam o resultado positivo no período.

Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20

Receita e resultados operacionais acima do esperado

Segundo a Eleven, os principais motivos para haver um aumento de receita no 4T20 foram os maiores preços médios na comercialização do açúcar (+22%) e de etanol (+7%) na comparação e o maior volume de açúcar vendido (+10%) na comparação de base anual.

Apesar da leve queda no volume de etanol comercializado, a receita líquida do combustíveis teve alta de +7,7%, na comparação de base anual, devido ao aumento do preço médio do combustível comercializado, ante ao aumento dos preços da gasolina em um cenário de aumento de preços do petróleo e desvalorização cambial.

Conforme informa o BTG Pactual, os resultados operacionais melhores que o esperado no período foram explicados principalmente pela decisão da São Martinho de antecipar os volumes de vendas de etanol, provavelmente às custas de volumes menores durante a entressafra. Os resultados mais uma vez enfatizam a eficiência da empresa.

Estimativas otimistas para os próximos anos

De acordo com a Eleven, a São Martinho permanecerá líder de mercado em termos de rentabilidade e é capaz de gerar caixa em momentos de preços baixos a partir de sua estratégia assertiva de comercialização e hedge.

Além disso, a maior destinação do mix para a produção de açúcar continuará contribuindo para margens sólidas nas próximas safras.

Entretanto, segundo o BTG Pactual, a São Martinho já reflete o atual preço futuro do açúcar, que permanece em backwardation (isto é, o preço futuro está negociado abaixo do preço à vista) na expectativa de que o mercado de açúcar retome um superávit no médio prazo.

Ademais, é preciso que haja outro salto no preço do petróleo para que o Brasil mude o mix de produção e retire o açúcar do mercado. Assumindo a paridade de importação da gasolina, o preço de equilíbrio do etanol ainda está abaixo do açúcar, limitando novas revisões dos lucros para cima.

Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20

EBITDA tem queda de -22%

De acordo com o BTG Pactual, o EBITDA da São Martinho atingiu R$ 741 milhões no 4T20. O número revela queda de -20% e -22%, respectivamente, na comparação de base trimestral e anual.

Entretanto, o EBITDA ajustado teve alta de +34% e +19%, respectivamente, nas comparações de base trimestral e anual. Segundo a Eleven, esse resultado é reflexo do aumento de preços do etanol e açúcar comercializados, do maior volume de açúcar vendido e maior diluição dos custos fixos.

Lucro Líquido tem queda, mas supera estimativas

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da São Martinho 4T20 foi de R$ 272 milhões no 4T20. Esse resultado representa uma queda de -18% e -21%, respectivamente, na comparação de base trimestral e anual.

Apesar da queda, a estimativa feita pela equipe foi superada em +11% devido a despesas relacionadas ao câmbio e um capital de giro mais favorável devido aos menores estoques de etanol.

Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20

Resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual acredita que a São Martinho (SMTO3) já reflete o atual preço futuro do açúcar e não há perspectiva de que o Brasil altere o mix de produção, o que restringe novas revisões para cima dos lucros.

Assim, estabelece recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 38,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a São Martinho (SMTO3) acredita que o preço da ação já reflete um prêmio justo pela capacidade de gestão da companhia.

Assim, estabelece recomendação de neutra, com preço-alvo em R$ 33,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado São Martinho (SMTO3) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.