Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20

Análise Completa: Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20

No dia 10 de novembro, foi apresentado o resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20 e a equipe de Equity Research do BTG Pactual já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Resultado alinhado com previsões

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da Santos Brasil (STBP3) no terceiro trimestre esteve alinhado com as previsões e, de maneira geral, apresentou baixas em relação ao mesmo período do ano passado.

Os destaques do período foram as margens em operações de logística e a alavancagem.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações STBP3 estavam sendo negociadas a R$ 4,30. A capitalização de mercado era de R$ 3,744 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 22,02 milhões.

Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20

Investimentos são mantidos e projetos avançam

Conforme o BTG Pactual, o Capex – Capital Expenditure, ou investimento em bens de capital, da Santos Brasil apresentou alta entre o 2T20 e o 3T20, passando de R$ 47 milhões para R$ 63 milhões.

Esse aumento está ligado à realização de investimentos para expandir, aprofundar e fortalecer o cais da TEV/Tecon Santos e para promover a automação de sistemas.

De acordo com a empresa, o projeto da TEV/Tecon Santos avança dentro do cronograma e as obras devem ser concluídas no 2° semestre de 2021.

Novo CD inaugurado

A equipe do BTG Pactual comenta que, no mês de outubro (portanto, já no 4T20), a Santos Brasil inaugurou o novo Centro de Distribuição Imigrantes.

Esse CD ajuda a aumentar o negócio 3PL (logística de terceiros) da empresa. Ele garante uma alta de +30% na capacidade de armazenagem geral e permite expandir a oferta de operações verticais porta a porta.

Margem EBITDA de operações logísticas permanece decente

Os analistas do BTG Pactual apontam que houve volumes mais fracos nas operações logísticas, com queda de -28% na comparação de base anual.

Além disso, os volumes de operações portuárias caíram -16%, de contêineres caíram -16% e de armazenamento caíram -28%. A carga geral aumentou +667%.

Apesar dessa desaceleração dos volumes, a margem EBITDA não sofreu prejuízos. Em operações logísticas, ela chegou a 11%, contra 9% no 3T19.

Outros segmentos viram a margem EBITDA cair. Em terminal portuário, ela ficou em 29%, contra 31% no 3T19. Em terminal de veículos, ela ficou em 50%, contra 59% no 3T19.

Alavancagem financeira é reduzida

Outro aspecto apontado no relatório do BTG Pactual é que a Santos Brasil conseguiu reduzir sua alavancagem financeira, de 0,8x dívida líquida / EBITDA, no 3T19, para -7,0x dívida líquida / EBITDA, no 3T20.

Além disso, a empresa também obteve um aumento expressivo em sua posição de caixa, com a oferta follow-on precificada em setembro, no valor total de R$ 790 milhões.

Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20

Receita e EBITDA em queda

Os analistas do BTG Pactual observam que a Santos Brasil teve receita líquida de R$ 220 milhões. O número representa queda de -12% em relação ao mesmo período do ano passado, alinhado com a previsão.

Enquanto isso, o EBITDA reportado foi de R$ 50 milhões. Esse número representa queda de -16% em relação ao 3T19, também alinhado com a previsão.

No entanto, esse EBITDA foi impactado por dois eventos não recorrentes.

O primeiro, foi uma receita extraordinária, no valor total de R$ 3,7 milhões, ligada à venda de ativos e à mudança no cálculo da FAP – Fator Acidentário de Prevenção. O segundo foram custos pontuais, no valor total de R$ 500 mil, ligados à variação cambial e aos custos de venda de ativos. O impacto líquido foi de R$ 3,2 milhões (positivo).

Desconsiderando esses eventos, o EBITDA ajustado foi de R$ 46,5 milhões. Esse número representa queda de -30% em relação ao 3T19, e fica abaixo da previsão em -7%.

Prejuízo Líquido reverte resultado do 3T19

Conforme o relatório do BTG Pactual, o prejuízo líquido da Santos Brasil no terceiro trimestre foi de R$ 5 milhões. Esse resultado reverte o obtido no mesmo período do ano passado, quando houve lucro de R$ 8 milhões. Além disso, ele também fica -44% abaixo da previsão, que era de prejuízo de R$ 4 milhões.

Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20

Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20

Resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Santos Brasil (STBP3) enfrenta perspectivas difíceis de curto prazo que afetam a indústria portuária, especialmente com a segunda onda de Covid-19 na Europa e EUA.

Porém, também reconhece que a empresa está bem preparada para a enfrentar a turbulência, destacando quatro fatores. Primeiro, o melhor ambiente regulatório. Segundo, a melhor dinâmica competitiva, que permite a retomada dos ajustes de preços. Terceiro, as perspectivas favoráveis para o setor de infraestrutura. Por fim, TIR atraente.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 6,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research do BTG Pactual sobre o resultado Santos Brasil (STBP3) para o 3T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

(Visited 81 times, 1 visits today)

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe uma resposta


Mais Lidos

Postagens Relacionadas

Categorias

Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.