NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21
NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21

Análise Completa: Resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21

No dia 12 de maio de 2021, foi apresentado o resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

NotreDame Intermédica traz resultados fracos no trimestre

De acordo com o relatório do BTG Pactual, a NotreDame Intermédica (GNDI3) reportou resultados muito fracos no 1T21 após uma série de resultados sólidos ao longo dos últimos trimestres.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, a companhia divulgou um resultado negativo e abaixo das estimativas da equipe devido ao aumento da sinistralidade no período.

O destaque do período foi o aumento da sinistralidade.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações GNDI3 estavam sendo negociadas a R$ 83,50. A capitalização de mercado era de R$ 50,85 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 312,23 milhões.

Resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21

Aumento da sinistralidade pressiona resultados

Conforme o relatório da Eleven, a NotreDame Intermédica reportou o efeito negativo do aumento da sinistralidade no 1T21.

A equipe pontua que já aguardava um aumento da sinistralidade no período, refletindo a segunda onda dos casos da Covid-19 e a continuidade dos procedimentos eletivos no trimestre.

Entretanto, esse aumento veio acima do esperado. A sinistralidade caixa da companhia ficou em 78,3% contra 75% das projeções da equipe. Isso representa alta de +10 p.p. na comparação de base anual. Por outro lado, acredita-se que o pior já tenha passado.

A NotreDame possui um histórico positivo de integração dos ativos e, portanto, a sinistralidade deve retornar aos patamares históricos. Isso deve acontecer de acordo com a captura de sinergias e a redução dos casos da Covid-19, conforme o avanço da vacinação no país.

Dessa forma, a equipe acredita que o fraco resultado seja pontual e identifica vias claras de crescimento para a companhia, como o ganho de market share (participação de mercado) e cross-sell (vendas cruzadas) com os planos odonto.

Por fim, destaca-se os ganhos relevantes de sinergias gerados pela fusão com a Hapvida, caso seja aprovada pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Posição de caixa pressionada por novos investimentos

Conforme informa o BTG Pactual, a NotreDame Intermédica realizou desembolsos de caixa no 1T21.

A companhia concluiu no período as aquisições de LifeCenter, Climepe, MediSanitas, BioSaúde e Hospitais Londrina. Enquanto isso, realizou atividades relacionadas à fusão com a Hapvida. Mesmo assim, a companhia afirma que ainda há apetite para realizar novas fusões e aquisições.

Após os desembolsos de caixa relacionados a pequenos investimentos orgânicos, somado a fusões e aquisições, a NotreDame passou de uma posição de caixa líquido de R$ 3 milhões no 4T20 para uma dívida líquida de R$ 423 milhões.

Por sua vez, a relação Dívida Líquida/EBITDA ajustado dos últimos 12 meses ficou em 0,3x. Em virtude disso, a NotreDame segue confortável para realizar tal estratégia, segundo a Eleven.

Receita líquida cresce no trimestre

De acordo com a Eleven, a NotreDame Intermédica apresentou um crescimento de receita no 1T21.

Apesar da alta sinistralidade, o resultado foi favorecido pela boa performance dos planos de saúde e odonto no período. Na comparação anual, houve crescimento de +14,4% e +14,8%, respectivamente. Além disso, foi impulsionado por oito aquisições concluídas nos últimos 12 meses findos em março de 2021.

Esse crescimento é explicado pela ampliação da base de beneficiários de saúde no trimestre, com evolução de +6,5% na comparação anual. Essa evolução é reflexo das aquisições e do crescimento orgânico, enquanto o ticket médio avançou +5% no período.

A receita líquida consolidada da NotreDame Intermédica totalizou R$ 2,90 bilhões. Esse resultado representa alta de +13,4% na comparação anual.

Resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21

EBITDA abaixo das estimativas

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da NotreDame Intermédica ficou em R$ 189,4 milhões. O número revela queda de -53,6% na comparação anual. Dessa forma, o resultado ficou abaixo das estimativas da equipe em -40,5%.

Além da alta sinistralidade caixa, o resultado foi pressionado por maiores despesas no período. Apesar da diluição das despesas gerais e administrativas, as despesas comerciais cresceram +21,5% na comparação anual devido ao reforço em sua estratégia comercial.

Prejuízo Líquido com reversão do Lucro do 1T20

Conforme o relatório do BTG Pactual, o prejuízo líquido contábil da NotreDame Intermédica foi de R$ 27,9 milhões. Esse resultado representa reversão do lucro líquido contábil de R$ 160 milhões reportado no 1T20.

Cabe destacar que esse resultado líquido negativo está associado a maiores despesas financeiras líquidas no trimestre. Por outro lado, o resultado líquido ajustado foi positivo na ordem de R$ 27,9 milhões.

Resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21

Resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21

Resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a NotreDame Intermédica (GNDI3) apresentou resultados muito fracos no trimestre, mas isso não muda sua visão positiva sobre a companhia.

Porém, também sinaliza que essa dinâmica pode persistir no curto prazo, em grande parte relacionada à Covid-19.

Não obstante, a equipe acredita que a NotreDame deve continuar negociando em pé de igualdade com a dinâmica relacionada à sua fusão com a Hapvida (HAPV). A fusão deve gerar sinergias consideráveis que ainda não estão devidamente precificadas.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 99,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven segue construtiva com a tese de investimento da NotreDame Intermédica (GNDI3). Apesar disso, destaca que identifica um baixo upside (potencial de valorização) para a companhia.

Assim, estabelece recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 98,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado NotreDame Intermédica (GNDI3) 1T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.