No dia 04 de março, foi apresentado o resultado Iochpe-Maxion (MYPK3) para o 4T20 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Iochpe-Maxion apresenta números fracos no 4T20

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho do Iochpe-Maxion (MYPK3) foi mais fraco do que era esperado por seus analistas.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o desempenho foi marcado por uma rápida recuperação devido a alta do dólar americano e aumento da demanda por veículos comerciais.

Os destaques do período foram o crescimento da receita líquida e o endividamento preocupante.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações MYPK3 estavam sendo negociadas a R$ 12,70. A capitalização de mercado era de R$ 1,93 bilhão. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 30,17 milhões.

Resultado Iochpe-Maxion (MYPK3) para o 4T20

Receita líquida cresceu em todas as regiões

De acordo com o relatório da Eleven, a receita líquida da companhia foi de R$ 21,8 bilhões, aumento de +21,8% na base de comparação anual. A melhora no resultado reflete a retomada da produção de veículos comerciais no Brasil e nos EUA e o efeito cambial sobre a receita nos EUA e Europa

Segundo o relatório do BTG Pactual, a receita na América do Sul totalizou R$ 792 milhões e foi impulsionada pela retomada na produção de veículos pesados. As vendas internacionais aumentaram +21% em relação ao 4T20 e totalizou R$ 2,1 bilhões, melhora marcada pelo câmbio mais favorável.

O relatório da Eleven destaca o crescimento da receita em todas as regiões de atuação. As altas, na base de comparação anual, são: América do sul +8%, América do Norte  +24,3% , Europa +26,9% e Ásia +35,5%.

Apesar da recuperação no volume e receita, conforme informa o relatório do BTG, a empresa tem investido na redução dos custos e maximização do caixa nas seguintes frentes: -8% nas despesas operacionais, -37% no Capex e iniciativas de reestruturação como o fechamento da fábrica de Akron nos Estados Unidos e redução de emprego de mão de obra indireta.

Endividamento é um dos principais pontos de atenção

De acordo com o relatório da Eleven, a dívida líquida de 2020 foi de R$ 3,51 bilhões, alta de +45,5% em relação ao montante de 2019. A alta reflete a variação cambial que impactou negativamente o endividamento e maior liquidez da empresa diante das incertezas da pandemia.

Segundo o relatório do BTG Pactual, o indicador dívida líquida/EBITDA chegou a 6,5x frente ao 7x no trimestre passado, no entanto, no 4T19, o indicador era de 2,2x. O endividamento da empresa tem sido um ponto de atenção da empresa.

Apesar do valor elevado, conforme informa o relatório da Eleven, a empresa está buscando formas para tornar a situação mais saudável e a expectativa dos analistas é que o indicador chegue ao fim de 2021 no valor de 3,4x.

Resultado Iochpe-Maxion (MYPK3) para o 4T20

EBITDA é impactado por alta nos custos

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da Iochpe-Maxion ficou em R$ 159 milhões. O número revela queda de -26,1% em relação ao mesmo período de 2019 e queda de -23,4% em relação ao trimestre passado. O resultado também está -8,8% abaixo das estimativas.

De acordo com o relatório da Eleven, o aumento no volume de vendas superou as expectativas a ponto de afetar negativamente os custos. Para atender a demanda, a empresa operou com uso de horas extras e maior frequência na troca de ferramentaria, o que afetou a eficiência operacional da empresa.

Segundo a equipe da Eleven, esses custos adicionais somados às despesas extraordinárias de R$ 103,5 milhões devido ao fechamento de uma das unidades nos Estados Unidos e a contribuição negativa das participações societárias de R$ 1,8 milhão, impactaram o EBITDA da empresa.

Prejuízo Líquido na casa dos milhões

Conforme o relatório do BTG Pactual, o prejuízo líquido da Iochpe-Maxion no quarto trimestre foi de R$ 130 milhões . Esse resultado representa queda de -431,6% em relação ao lucro líquido do 4T19 e -587,1% em relação ao trimestre passado.

A piora do resultado financeiro, de acordo com o relatório da Eleven, reflete a desvalorização cambial diante do maior volume de empréstimos e financiamento e dívidas em dólar e em euro.

Resultado Iochpe-Maxion (MYPK3) para o 4T20

Resultado Iochpe-Maxion (MYPK3) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Iochpe-Maxion (MYPK3) apresentou resultados fracos. Para além disso, os analistas chamam atenção para a gestão de ativos da empresa, que deve ser observada por seus investidores, e as perspectivas de lucros mais fracos no futuro.

Assim, estabelece recomendação neutra, com preço-alvo em R$ 16,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a Iochpe-Maxion (MYPK3) apresentou rápida recuperação da receita e dos volumes, além de maior diversificação geográfica. No entanto, os analistas ainda se preocupam com a pressão inflacionária sobre matérias-primas e as restrições de circulação em consequência ao repique da pandemia.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 19,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado Iochpe-Maxion (MYPK3) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.