Iguatemi (IGTA3)
Iguatemi (IGTA3)

Análise Completa: Resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21

No dia 04 de de maio, foi apresentado o resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Iguatemi surpreende analistas no 1T21

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho do Iguatemi (IGTA3) veio melhor do que o esperado pelos analistas. Os números surpreenderam positivamente a equipe.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, o desempenho também está acima do que era projetado.

Os destaques do período foram o desempenho das vendas e a taxa de vacância.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações IGTA3 estavam sendo negociadas a R$ 38,50. A capitalização de mercado era de R$ 6,78 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 81,04 milhões.

Resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21

Omnicanalidade alavancou resultado no 1T21

Segundo os analistas da Eleven Financial Research, o Iguatemi foi uma das administradoras de shoppings mais afetadas com as novas medidas de restrição em decorrência do COVID. No entanto, apresentou bons resultados devido ao sucesso de sua estratégia de omnicalidade, que garantiu vendas maiores do que as esperadas.

No 1T21 a empresa continuou investindo nessas estratégias a fim de conectar melhor os canais físicos e digitais. No 2T21, o Iguatemi prevê lançar um aplicativo, o Iguatemi 365, que integrará o físico-digital através de novas Pop-up stores, pick ups e lockers.

O desempenho de vendas é afetado pela pandemia

De acordo com o relatório da Eleven Financial Research, os shoppings administrados pelo Iguatemi ficaram abertos apenas 60% do horário normal de operação, devido ao repique da pandemia de Covid-19.

Assim, segundo os dados divulgados pela Eleven, as vendas no trimestre totalizaram R$ 1,9 bilhão, queda de -28,4% em relação ao 1T20. No entanto, os números estão +15% acima das projeções, refletindo o bom resultado da estratégia de omnicanalidade da companhia, com foco no público A/B menos afetados em momentos de recessão.

O relatório do BTG traz outros dados operacionais que refletem os impactos da paralisação das atividades nesse primeiro trimestre de 2021. As vendas nas mesmas lojas (SSS) caíram -25,6% na base de comparação anual.

Segundo o relatório do BTG Pactual, o aluguel nas mesmas lojas (SSR) apresentou números interessantes. A queda foi de “apenas” -4,2% em relação ao mesmo período de 2020.

Taxa de vacância é a maior entre os pares

De acordo com o relatório do BTG Pactual, a vacância aumentou +380 bps, chegando ao patamar de 9,7%.

Segundo os analistas da Eleven, a ocupação em torno dos 90% reflete o efeito sazonal do período. No entanto, a vacância  é bastante elevada e está acima da média dos pares.

Receita supera estimativas

Conforme informa o BTG Pactual, a receita do Iguatemi ficou em R$ 169 milhões. O número revela alta de +8% em relação ao mesmo período de 2020 e está +14% acima das projeções.

Resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21

EBITDA estável em relação ao 1T20

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA da Iguatemi ficou em R$ 101,4 milhões. O número revela queda de-1% em relação ao mesmo período de 2020 e está +5% acima das projeções.

Segundo os analistas do BTG, o número foi impactado por maiores custos nas operações online.

Lucro Líquido com crescimento superior a +200%

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da Iguatemi no primeiro trimestre foi de R$ 40,3 milhões. Esse resultado representa alta de +241% em relação ao mesmo período de 2020.

Resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21

Resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Iguatemi (IGTA3) apresentou resultados sólidos, que não se deterioraram tanto quanto o esperado considerando as restrições aplicadas aos shoppings. Na visão dos analistas, o portfólio do Iguatemi é resiliente e o valuation é atraente.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 51,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a Iguatemi (IGTA3), apesar de ser uma das administradoras mais afetadas pelo fechamento dos shoppings, apresentou números interessantes e resilientes.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 43,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado Iguatemi (IGTA3) 1T21. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta


Utilizamos cookies que melhoram a sua experiência em nosso site. Todos seguem as regras da nossa Politica de Privacidade. Clicando em "OK" você concorda com a nossa política.