No dia 24 de fevereiro de 2021, foi apresentado o resultado da Gerdau (GGBR4) para o 4T20 e as equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual já realizaram a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Excelente desempenho, em todos os aspectos

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da Gerdau (GGBR4) foi excelente em todos os aspectos no 4T20, com forte conjunto de resultados em todos os níveis.

Enquanto isso, de acordo com o relatório da Eleven, mesmo em um ano marcado pela pandemia, a companhia conseguiu capturar o bom momento da construção civil no Brasil.

O destaque do período foi o forte resultado operacional.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações GGBR4 estavam sendo negociadas a R$ 25,70. A capitalização de mercado era de R$ 41,56 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 293,04 milhões.

Resultado Gerdau (GGBR4) para o 4T20

Forte conjunto de resultados em todos os níveis

Conforme o relatório da Eleven, o resultado da Gerdau foi positivo em suas quatro unidades de negócios.

As unidades Brasil e América do Norte continuaram mostrando crescimento de receitas, enquanto América do Sul e Aços Especiais foram destaque em virtude da recuperação de volumes com uma retomada melhor do que o esperado.

Assim, a companhia reportou uma receita consolidada no valor de R$ 13,62 bilhões, alta de +11 e +43%, respectivamente, nas comparações de base trimestral e anual.

Brasil traz expansão da margem e da receita

Conforme o relatório do BTG Pactual, a unidade brasileira apresentou excelentes resultados no trimestre, com expansão da margem e crescimento da receita por tonelada.

A boa performance da unidade foi impulsionada sobretudo pela receita por tonelada, que cresceu +25% na comparação de base trimestral, após vários anúncios de aumento de preços durante o 2S20.

Na comparação de base anual, as vendas gerais caíram (-5%) sobretudo em virtude da queda das exportações (-60%), enquanto as vendas internas foram +22% mais altas (acima dos números da indústria, com ganhos de +17% para o trimestre).

América Latina tem recuperação total

De acordo com o BTG Pactual, o segmento de negócios da América Latina teve fortes volumes e recuperação total no 4T20.

Os preços realizados caíram -4% na comparação de base trimestral. Enquanto isso, os aumentaram +21% na comparação de base anual em virtude do bom desempenho contínuo da indústria de construção, especialmente no Peru e na Argentina.

A unidade de Aços Especiais apresentou uma recuperação significativa, com EBITDA de R$ 310 milhões (alta de +174% na comparação de base anual!) e margem de 15%, em virtude da apreciação do Dólar (US$) frente ao Real (R$), segundo a Eleven.

Os preços da unidade ficaram estáveis em relação ao 3T20 e os volumes se recuperaram 19% na comparação de base anual, com taxas de utilização de 70% (contra 45% no trimestre anterior), refletindo a recuperação da indústria automotiva no Brasil e nos Estados Unidos.

América do Norte traz grandes volumes

O resultado da divisão dos Estados Unidos também ficou bem acima das expectativas, com grandes volumes guiando a performance no período, segundo o BTG Pactual.

As vendas aumentaram +7% e +13%, respectivamente, nas comparações de base trimestral e anual. Esse resultado é reflexo da resiliência contínua do mercado de construção não residencial e da indústria.

Por sua vez, a receita por tonelada teve alta de +4% na comparação de base trimestral. Embora tenha sido parcialmente compensada por custos mais altos de sucata, agora está em +2% na comparação de base anual.

De acordo com a Eleven, a resiliência do mercado industrial na América do Norte continuará a impulsionar o resultado em 2021.

Geração sólida de FCF e redução da dívida

A Gerdau apresentou uma sólida geração de fluxo de caixa livre (FCF) e redução da dívida, segundo o BTG Pactual.

A dívida líquida de R$ 9,8 bilhões coloca a empresa em níveis confortáveis de alavancagem em 1,2x (contra 2x no 3T20).

Um dos principais destaques do trimestre foi o FCF no valor de R$ 2,4 bilhões (em linha com o trimestre anterior). De acordo com a Eleven, isso é reflexo de um maior EBITDA e redução do capital de giro.

Outro ponto positivo foi a gestão de passivos, que através de uma redução de sua exposição ao Dólar por meio da recompra de bonds e capitações em Reais, aliadas ao forte resultado e geração de caixa fez com que o indicador dívida líquida/EBITDA caísse para 1,25x no 4T20 (contra 2,07x no trimestre anterior).

Os investimentos estimados para 2021 passaram a somar R$ 3,5 bilhões. Os investimentos estão divididos em: i) 32% para expansão tecnológica; ii) 43% para manutenção geral; e iii) 25% para manutenção da unidade de Ouro Branco. Por sua vez, o Capex para 2020 somou R$ 1,6 bilhão.

Perspectivas para 2021

Mesmo em um ano marcado pela pandemia, a Gerdau conseguiu capturar o bom momento da construção civil no Brasil, sobretudo no segmento de varejo, de acordo com a Eleven.

Para 2021, isso deve continuar com o aumento dos lançamentos imobiliários, além de boas expectativas de aços planos e longos divulgados pelo Instituto Aço Brasil (IABR), com crescimento de +7 a +8% no consumo aparente de aço, números que devem ser superados pela companhia.

Para o BTG Pactual, a força estrutural dos mercados imobiliários no Brasil é significativa e espera-se que a demanda por aços longos se torne uma história de crescimento de vários anos.

Pela primeira vez em anos, a Gerdau está bem posicionada para repassar aumento de preços e superar expectativas. Além disso, há um potencial de valorização relacionado à expansão da lucratividade nos Estados Unidos, apesar das expectativas continuarem baixas no momento.

No que se refere ao Capex, a companhia elaborou um novo plano que incorporará a sólida geração de caixa no trimestre e parte foi postergado para 2021, sobretudo devido aos efeitos da pandemia. Por esta razão, foi anunciado um guidance de R$ 3,5 bilhões para 2021.

Resultado Gerdau (GGBR4) para o 4T20

EBITDA é favorecido no 4T20

Conforme o relatório do BTG Pactual, o EBITDA da Gerdau foi de R$ 3,1 bilhões no 4T20, alta de +43% e +170%, respectivamente nas comparações de base trimestral e anual.

Lucro Líquido tem alta de +1860,2%

Conforme o relatório da Eleven, o lucro líquido da Gerdau no 4T20 foi de R$ 1,2 bilhão contra R$ 61 milhões registrados no 4T19. Esse resultado representa alta de +1860,2%!

Com tantos ventos favoráveis em vigor, a equipe acredita que o EBITDA do consenso se moverá decisivamente acima de R$ 11 bilhões em 2021. Dito isto, as ações estariam negociando a níveis baratos, abaixo de 5x o EBITDA. Por essa razão, espera-se uma reação positiva do mercado, com alta significativa para os lucros este ano.

Resultado Gerdau (GGBR4) para o 4T20

Resultado Gerdau (GGBR4) para o 4T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a Gerdau (GGBR4) reúne uma série de qualidades: forte crescimento de receita, baixa alavancagem, geração de FCF e atuação temática (imobiliária). Além disso, a equipe vê a ação sendo negociada a múltiplos baratos em 5,5x EV/EBITDA 2021 (risco de alta para os lucros).

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 30,00.

Recomendação da Eleven Financial Research

A equipe de análise da Eleven considera que a Gerdau (GGBR4) teve mais um trimestre de forte resultado operacional. Em 2021, a companhia mostra que o aquecimento do mercado interno de construção civil e a resiliência do mercado industrial da América do Norte continuarão a impulsionar o resultado.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo em R$ 34,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise das equipes de Equity Research da Eleven Financial Research e do BTG Pactual sobre o resultado da Gerdau (GGBR4) para o 4T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.