No dia 11 de novembro, foi apresentado o resultado CCR (CCRO3) para o 3T20 e a equipe de Equity Research do BTG Pactual já realizou a análise dos dados divulgados. Confira os pontos principais.

Resultado ligeiramente mais forte

De acordo com o relatório do BTG Pactual, o desempenho da CCR (CCRO3) no terceiro trimestre levou a um resultado ligeiramente mais forte, um pouco acima das previsões. O banco faz a ressalva de que suas previsões estavam, em geral, abaixo do consenso de mercado.

O destaque do período foi a posição de caixa.

No dia em que o relatório foi publicado, as ações CCRO3 estavam sendo negociadas a R$ 12,40. A capitalização de mercado era de R$ 25,068 bilhões. O volume médio dos últimos 12 meses era de R$ 125,12 milhões.

Resultado CCR (CCRO3) para o 3T20

Tráfego consolidado estável

A equipe do BTG Pactual comenta que o tráfego consolidado no 3T20 permaneceu praticamente estável. Ele foi impulsionado, principalmente, pelo volume na ViaSul, que teve alta de +108%, e na RodoNorte, que teve alta de +3% em relação ao mesmo período de 2019.

Enquanto isso, o tráfego considerando as mesmas bases (excluindo novos projetos, como a ViaSul) teve queda de -6% em relação ao 3T19, um pouco acima da previsão era de -5%. No entanto, teve bom desempenho se considerados os dados da ABCR – Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias, que reportou uma queda no tráfego consolidado nacional de -11%.

Receita Líquida cai, mas supera previsão

Outro aspecto apontado no relatório do BTG Pactual é que a receita líquida pró-forma (isto é, ex-construção) foi de R$ 2,3 bilhões no terceiro trimestre. Esse número representa queda de -10% em relação ao 3T19, mas superou a previsão em +7%.

Posição de Caixa avança no 3T20

A equipe do BTG Pactual também observa que, após registrar anteriormente posição de caixa de R$ 6,3 bilhões, a CCR fechou o 3T20 com R$ 6,9 bilhões em caixa. O valor é suficiente para os compromissos de dívida do exercício de 2020 e, ainda, parte de 2021.

A relação dívida líquida / EBITDA pró-forma dos últimos 12 meses permaneceu estável, mantendo-se em 2,8x.

Enquanto isso, o Capex – investimento em bens de capital recuou de R$ 265 milhões, no segundo trimestre, para R$ 219 milhões, no terceiro.

Resultado CCR (CCRO3) para o 3T20

EBITDA e Margem Ebitda caem

Conforme informa o BTG Pactual, o EBITDA ajustado pró-forma da CCR foi de R$ 1,4 bilhão. Esse número representa queda de -13% na comparação de base anual, mas supera a previsão em +7%.

Por sua vez, a margem EBITDA ajustada pró-forma ficou em 60,1%. Nesse caso, o número ficou abaixo da previsão em -160bps.

Lucro Líquido reverte prejuízo do 2T20

Conforme o relatório do BTG Pactual, o lucro líquido da CCR no terceiro trimestre foi de R$ 118 milhões. Esse resultado representa queda de -65% em relação ao registrado no 3T19, mas supera em +7% a previsão do banco. Além disso, reverte o prejuízo líquido de -R$ 144 milhões registrado no trimestre anterior.

Resultado CCR (CCRO3) para o 3T20

Resultado CCR (CCRO3) para o 3T20

Resultado CCR (CCRO3) para o 3T20: Recomendações

Recomendação do BTG Pactual

A equipe de análise do BTG Pactual considera que a CCR (CCRO3) tem dados de tráfego que apontam para normalização. Também lembra que a ANTT e representantes do governo já confirmaram que o impacto da Covid-19 sobre o volume deve ser reequilibrado pelo regulador.

Aponta, ainda, que o país enfrenta um gap de infraestrutura e o pipeline de concessão deve ser retomado no pós-crise. Para completar, destaca que novas atualizações das discussões sobre passivos com o governo de SP e a ARTESP podem ser eventos relevantes durante este semestre.

Assim, estabelece recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 18,00.

 

Esta foi nossa apresentação da análise da equipe de Equity Research do BTG Pactual sobre o resultado CCR (CCRO3) para o 3T20. Acompanhe os conteúdos da Renova Invest para ter acesso a todas as análises de resultados trimestrais.

Disclaimer: As informações apresentadas neste artigo são provenientes de relatórios elaborados por terceiros. Esse material tem caráter puramente informativo, e não configura recomendação ou sugestão de investimento.