Horário das 8:30-19:00
atendimento@renovainvest.com.br
11-3192-3882

Single Blog Title

This is a single blog caption
Scalping: imagem é um gráfico

Scalping: o que é e como funciona esta estratégia?

//
Posted By
/
Comentário0
/
Categories

Muitos especuladores realizam operações na bolsa de valores por meio do day trade ou do swing trade. Mas a renda variável também traz oportunidades diferentes. Por exemplo, o scalping é mais uma maneira de especular.

Enquanto o swing trade representa compras e vendas que acontecem com alguns dias ou semanas de intervalo, o day trade se refere àquelas que são iniciadas e finalizadas no mesmo dia. Contudo, dentro de um dia é possível fazer operações ainda mais rápidas por meio do scalping.

Quer saber mais sobre a possibilidade? Neste post, você verá o que é, como ela funciona e de que forma pode ser realizada!

O que é o scalper?

Scalper é o nome dado ao trader que realiza a atividade de scalping. Na prática, isso significa fazer movimentos rápidos na bolsa, comprando e vendendo ativos e derivativos em pequenos intervalos de minutos ou poucas horas.

O objetivo do scalper, assim como outros tipos de trade, é lucrar com as oscilações de curto prazo da renda variável. A principal diferença entre as estratégias utilizadas em cada possibilidade de trade é o intervalo considerado.

Quem realiza position, por exemplo, pode ficar semanas ou meses com uma posição aberta em ações ou derivativos. Assim, a análise do mercado considera um intervalo maior e as decisões são tomadas baseadas nele.

O swing trade já trata de um prazo mais curto, normalmente de alguns dias ou semanas. Nesse caso, as variações de preço serão as que ocorrem nesse período. O day trade, como vimos, acontece dentro de um dia — mas podendo ter algumas horas de diferença.

O scalper será mais dinâmico do que todos os modelos citados. Afinal, a sua estratégia é ainda mais rápida e de curtíssimo prazo. As oscilações que acontecem em minutos são o alvo que o trade busca para obter lucro.

Como o scalping funciona?

O funcionamento do scalping é bastante semelhante a qualquer outra atividade de especulação: o trade avalia o mercado e procura por tendências vantajosas das quais ele possa aproveitar. Então, ele realiza sua compra ou venda para abrir a posição.

Depois da variação, é hora de fechar a posição e recolher o lucro (ou prejuízo) da atividade. Seus ganhos ou perdas dependem das oscilações pelas quais o ativo ou o derivativo passaram durante a negociação.

Ou seja, se ele tiver previsto uma tendência de subida e ela tiver se confirmado, há lucro. Se o mercado tiver caminhado na direção oposta há o risco de prejuízo.

O mesmo vale para previsões de tendências de queda. Afinal, a especulação também permite ganhar dinheiro com a baixa da bolsa. Se perceber um movimento desfavorável no mercado, o scalper pode realizar operações de venda descoberta, por exemplo.

É possível especular tanto no mercado a vista quanto no mercado futuro. Assim, a estratégia do scalper pode ser colocada em prática com ações, índices, moedas, opções, contratos futuros e outros derivativos. Cabe ao trader escolher as alternativas que deseja.

Como o scalper analisa o mercado?

Geralmente, as atividades de trade utilizam bastante a análise técnica. Ela consiste na observação de gráficos para identificar as tendências de movimentos no preço das ações ou derivativos na bolsa. Os gráficos podem ser manipulados para o intervalo desejado.

Ou seja, traders podem focar nas variações de algumas horas, de um dia, de uma semana, alguns meses etc. A depender da sua estratégia e dos seus objetivos em cada momento.

Embora possa utilizar a análise técnica também, os scalpers costumam analisar o mercado de outra forma. Por meio do chamado tape reading ou da análise do fluxo de ordens — que costumam ser mais adequados para o curtíssimo prazo.

Como o objetivo no scalper é perceber movimentos instantâneos no mercado, torna-se mais útil analisar o fluxo de ordens em tempo real do que os gráficos mais gerais. Assim, ele vê as tendências na medida em que elas acontecem.

Isso permite que o scalper entre nas movimentações que estão acontecendo e aproveite as oscilações para tirar resultados positivos. O tape reading mostra, por exemplo, quais são os ativos mais negociados no momento e como está a tendência do seu preço.

Assim, percebendo um ativo em grande negociação e com tendência a subir, o scalper pode adquirir ele e realizar a venda alguns minutos depois. É possível realizar diversas operações rápidas para acumular os lucros.

Como fazer scalping?

Agora você já sabe como o scalper funciona e de que forma o especulador pode analisar o book de ofertas para encontrar oportunidades. Um dos diferenciais da estratégia é a realização de várias negociações ao longo do dia.

Quem faz o scalping não obtém grandes lucros com as oscilações, já que ela acontece em intervalos de tempo muito pequenos. Logo, geralmente não há variações tão drásticas no preço de compra e venda.

O que otimiza os resultados é operar com volumes altos de ativos ou derivativos e também fazer uma maior quantidade de operações. Assim, o lucro obtido no final do dia é a soma das diversas compras e vendas realizadas durante o pregão.

Para colocar esses conhecimentos em prática e fazer scalping você deve ter uma conta em banco de investimentos e acessar o home broker ou uma plataforma específica para o trade. Considerar o que leu neste post é fundamental para saber o que fazer.

O scalping é vantajoso?

Mas, será que se tornar um scalper vale a pena? Essa é uma pergunta que cada especulador deve responder. Afinal, a análise depende do seu perfil de investidor e dos objetivos que tem na bolsa de valores.

Como você viu, existem oportunidades a serem aproveitadas. Entretanto, é preciso ficar atento aos riscos da estratégia para realizar um bom manejo deles. Estar exposto às oscilações da renda variável é sempre arriscado.

O scalper pode se ver diante de riscos menores ao finalizar suas operações em pouco tempo, mas o fato de operar em alto volume ou usar de alavancagem costuma aumentar os riscos.

Mais um aspecto que deve ser considerado são os custos. A depender das taxas cobradas por cada operação, os ganhos podem ser impactados. Então, é preciso também ter um manejo eficiente dos gastos.

Considere tudo o que mostramos e avalie se o scalping é interessante para você. Independentemente da sua decisão, é sempre importante conhecer as possibilidades — e aprender como colocá-las em prática de forma mais segura, não é mesmo?

Quer acompanhar outras maneiras de investir de forma arrojada? Conheça 5 investimentos para investidores com esse perfil!

Leave a Reply

[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name='SIGNUP_BODY']
[name='SIGNUP_BODY']