Horário das 8:30-19:00
atendimento@renovainvest.com.br
11-3192-3882

Single Blog Title

This is a single blog caption

6 Dicas essenciais para montar a melhor carteira de investimentos

//
Posted By
/
Comentário0
/
Categories

O conceito de carteira de investimentos é fundamental para quem começa a investir. Ela representa o conjunto de ativos que compõem as suas escolhas. É a relação entre eles que forma seu portfólio e gera os resultados que você obtém ao longo do tempo.

A carteira tem o objetivo de trazer rentabilidade para o investidor, ao mesmo tempo que ajuda – quando bem montada – a controlar a exposição aos riscos. Logo, ela deve ser planejada para mesclar investimentos que combinem bem com os seus objetivos e perfil – buscando impulsionar seu patrimônio.

Contudo, isso nem sempre acontece. Alguns investidores têm dificuldade para fazer escolhas e acabam tomando muitas decisões que não refletem o que eles realmente desejam em relação ao seu portfólio.

Para evitar frustrações, vale a pena conferir 6 dicas que trouxemos neste post para montar a melhor carteira de investimentos e obter resultados significativos com seus aportes. Acompanhe!

1. Conhecer seu perfil de investidor

O primeiro passo para montar a melhor carteira de investimentos não poderia ser outro. Você precisa conhecer e entender o seu perfil de investidor para basear as escolhas dos melhores investimentos para sua carteira. A identificação do perfil é feita com a ajuda do seu banco de investimentos.

Ele prepara um questionário com diversas perguntas sobre o assunto e o investidor deve respondê-lo para ser encaixado em um dos três tipos de perfis: conservador, moderado ou arrojado. Cada um apresenta aberturas diferentes aos riscos do mercado financeiro.

Investidores com perfil conservador, por exemplo, prezam mais pela segurança. Então, precisam de uma carteira que não lhe ofereça grandes riscos. Por outro lado, os moderados flexibilizam um pouco mais entre rentabilidade e risco. E os arrojados são aqueles cujo interesse maior é por rendimentos acima da média – mesmo que isso resulte em maiores riscos para seu portfólio.

Apenas avaliando os perfis é possível perceber que a carteira de investimentos de cada um deles será bem diferente, certo? Por isso, é fundamental conhecer o seu tipo para optar por ativos condizentes com seu perfil – e aumentar suas chances de ter os resultados que busca no mercado.

2. Definir seus objetivos

Os objetivos são tão importantes para um investidor quanto o seu perfil. Isso porque eles se relacionam às características dos investimentos e ajudam você a escolher as melhores opções para compor a sua carteira.

Por exemplo, um dinheiro que seja aportado com o objetivo de montar sua reserva de emergência precisa estar em ativos seguros e de alta liquidez, para serem retirados com facilidade a qualquer momento.

Já investimentos com objetivo de longo prazo e relacionados à procura por rentabilidades melhores podem apresentar características diferentes — como prazos mais longos, maior risco, liquidez limitada etc. Tais fatores devem ser avaliados em cada escolha que você faz.

Sem dúvida, a melhor carteira é aquela que atende ao perfil e objetivos dos investidores para curto, médio e longo prazo. Então, é preciso pensar em uma composição que considere suas diferentes metas. Desse modo, o conjunto de investimentos estará trabalhando para realização de cada uma delas.

3. Avaliar as alternativas disponíveis

Depois de ajudarmos você a avaliar aspectos pessoais, como o perfil e os objetivos, nossa terceira dica diz respeito ao mercado financeiro propriamente dito. Chegou a hora de analisar as alternativas que estão disponíveis para aportes.

Afinal, como encontrar a melhor opção para cada objetivo sem conhecer os ativos que o mercado disponibiliza? É preciso entender as diversas características dos investimentos para observar quais são adequados para a reserva de emergência, para planos mais longos etc.

E são muitas as alternativas que o mercado oferece. Por exemplo, títulos do Tesouro Direto, fundos de investimentos, títulos da renda fixa privada, compra e venda de ações. É preciso entender e considerar cada uma dessas possibilidades para fazer uma escolha eficiente.

Uma facilidade muito útil para conhecer as alternativas disponíveis é contar com uma assessoria de investimentos. O serviço é gratuito e consiste em ter o suporte de um profissional especialista, que pode lhe explicar diversos detalhes sobre o mercado – e sobre cada investimento.

Ter um assessor economiza bastante tempo e esforço de pesquisa. Afinal, você não terá que buscar sozinho as informações das quais precisa para decidir onde investir. Ele explicará os aspectos envolvidos e tornará mais ágil seu processo de decisão quanto aos melhores investimentos.

4. Fazer escolhas diversificadas

Note que o conceito de carteira de investimentos deixa evidente a pluralidade das escolhas. Não significa, portanto, colocar seu patrimônio em apenas um ativo. A estratégia é investir em diversas opções e montar um conjunto mais forte.

O principal objetivo ao diversificar suas decisões é mesclar riscos e rentabilidades distintas. Quem tem apenas um ou poucos investimentos no portfólio está muito mais exposto a problemas que eles venham a sofrer — seja prejuízos ou mesmo questões operacionais.

Por outro lado, a diversificação eficiente permite que você usufrua de flexibilidade na relação com o seu patrimônio. Uma parte dele estará disponível em alta liquidez enquanto outra ficará menos acessível – porém lhe trazendo melhor rentabilidade, por exemplo.

Essa combinação promove maior segurança, pois é possível contar com uma parte do dinheiro para emergências, enquanto outra parcela trabalha em busca de rendimentos maiores para sua carteira. Assim, como você pode perceber uma boa combinação de ativos traz inúmeras vantagens aos investidores.

5. Atentar para os prazos

Um aspecto essencial quando se fala em investir é o prazo do investimento. Cada ativo tem um prazo relacionado. Na renda fixa, o fato fica mais evidente porque há uma data de vencimento estabelecida para devolução do dinheiro acrescido dos juros combinados.

Assim, você consegue escolher aplicações para vencimento daqui um, cinco ou dez anos, por exemplo. Já na renda variável a data não é tão explícita, mas o prazo continua sendo importante — ele apenas passa a depender mais ativamente das suas escolhas.

No caso de especuladores, a bolsa de valores é vista como uma opção de curto prazo, já que são realizadas operações rápidas na busca por lucros. Quando se trata de investidores, o prazo é longo — preferencialmente, acima dos cinco anos.

E por que é importante considerar tal aspecto? Ele é fundamental na diversificação da carteira, pois possibilita que você combine datas diferentes para realizar seus objetivos. Afinal, todos temos metas de curto, médio e longo prazo, não é mesmo?

6. Contar com uma assessoria especializada

Nossa última dica retoma um ponto que foi dito anteriormente: a importância de contar com uma assessoria especializada. Como você viu, pode não ser tão simples assim seguir sozinho as cinco dicas anteriores para ter a melhor carteira de investimentos.

Ao mesmo tempo, deixar algum cuidado de lado aumenta o risco de você acabar insatisfeito com as suas escolhas. E até mesmo de ter prejuízo em algum investimento que foi planejado de forma equivocada. A solução para isso é a informação.

Ter informação de qualidade é indispensável na hora de avaliar as alternativas do mercado financeiro e escolher as melhores para você. Lembre-se de que não existem aplicações ideais. Tudo depende de cada pessoa – do seu perfil e dos objetivos individuais.

Por isso, um assessor de investimentos tem papel central para lhe ajudar a colocar estas dicas em prática e montar a carteira de investimentos mais adequada para seu perfil. Experimente fazer isso e veja como seus resultados ficarão muito mais consistentes a partir de agora!

Quer contar com o auxílio da melhor equipe de especialistas para montar a carteira ideal para você? Então entre em contato com a Renova Invest e conte conosco nesta jornada!

Leave a Reply

[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name=SIGNUP_SUBMIT_BUTTON]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name="SIGNUP_FORM_LABEL"]
[name='SIGNUP_BODY']
[name='SIGNUP_BODY']